artigo

Viva a democracia

00:00 · 05.05.2018

Um País dividido pelo amor e pelo ódio a um homem, nem um pouco comum: Lula. Portanto, quais os desdobramentos da prisão de Lula? Uma pergunta que toma a cena nos debates, análise e comentários de diversos especialistas dos principais meios de comunicação de todo o País. Não há consenso! Contudo, duas coisas ficaram evidentes: a 1ª é a de que a força política de Lula é tal que, de dentro da cadeia, pode determinar ainda o destino desta nação. A 2ª repousa na assertiva de um dos pais da democracia moderna, o filósofo iluminista Montesquieu, ao afirmar que o homem detentor do poder tende a abusá-lo, necessitando de freios. No executivo, em tese, isso tem sido feito pelo Poder Judiciário. E quanto a este, quem os pode frear? É no mínimo preocupante. Em cada voto, seguido das devidas longas e pouco objetivas justificativas dos ministros do STF, parecia-nos estarmos diante de semideus (as). O caso Lula é uma novela com muitos capítulos ainda por vir. Não sabemos seu fim. Estamos diante da escrita de uma das principais páginas, senão a maior de toda a nossa história. Depois do que se convencionou chamar de redemocratização, o ex-presidente é o primeiro preso político. E com o Exército nas ruas do Rio e com um general do alto comando da caserna dando sinais de que se o Legislativo não resolver nossa calamitosa situação político-social, eles terão que fazê-la, preocupa-me o fato de não estar vendo o futuro repetir o passado. Que vença a democracia!

Odailson da Silva. Escritor

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.