artigo

'Perplexo'

00:00 · 30.03.2018

Perplexo" é um grande país; com mais de 8 milhões de Km²; possuidor de riquezas significativas; é banhado por um oceano importante e possui uma população superior a 200 milhões de habitantes. É um belo e promissor país. Aliás, alguém já disse, há anos, que é o "país do futuro". Todavia, não sabemos quando chegará o futuro. Será, como disse o Sábio: "tudo é ilusão". Ademais, "Perplexo" possui uma democracia recente, mas, infelizmente, existem alguns vícios inerentes aos regimes totalitários. Por exemplo: todos não são iguais perante a Lei. Convém ressaltar que, mesmo vivendo a maioria da população em condições desfavoráveis (1% dos mais ricos, concentra 13% da renda nacional e, por outro lado, 50% dos mais pobres ficam também com 13%), os "perplexeanos" possuem boa índole, desejam uma pátria ordeira e desenvolvida, porém, rejeitam a formação de conluios e de acordos espúrios celebrados por determinadas autoridades do poder público, assim como do setor privado. O país está, no momento, além das dificuldades sociais, econômicas e morais, vivenciando uma crise política de consequências imprevisíveis.

Os poderes constituídos (Executivo, Legislativo e Judiciário), excluindo a ação de alguns membros integrantes dos três, não estão atendendo às justas expectativas da população. Como diz o Livro do Eclesiastes(3,16): "Neste mundo eu também reparei o seguinte: no lugar onde deviam estar a justiça e o direito, o que a gente encontra é a maldade". É importante tirar os "perplexeanos" de cima de um barril de pólvora, democraticamente e cumprindo as normas constitucionais.

Gonzaga Mota. Professor aposentado da UFC

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.