Artigo

Ideias: Mulher !

00:00 · 18.03.2017

Crônica posterior. Validada pelos 99 anos de Salomé R. Mendes. Minha mãe. Poetisa e mulher. Grandeza extraordinária em versos que repercutem agora, aproveitando a homenagem ao Dia Internacional da Mulher. Guerreira notável quando diz: "Ensinou-me a experiência. A não exigir, não cobrar dos outros, na convivência, mais do que possamos dar".

Aqui há o sentido de valorização da mulher desejando, tão somente, aplicar os recursos do seu viver entre nós. Mamãe otimista repetindo o refrão de minha avó: "Hei de Vencer!" Daí ela versejar assim: "Diz o ditado que Deus certo escreve em linha torta e sempre abre uma janela, quando nos fecha uma porta".

Sua permanência entre nós aos 99 anos é a certeza do valor da mulher. Seu dia natalício - 13 de março - data da sorte para nós que fomos agraciados com a melhor mãe do mundo. Seu valor é incomensurável, como é o verdadeiro poder de realização da mulher. Dia Internacional da Mulher, simbologia de sua grandeza que andava na paralela das nossas vidas e, graças a Deus, com despertar no Direito de Igualdade. Vejam o valor da seguinte quadrinha da nossa querida Saló: "Eu me sinto gratificada pela vida que recebi e muito mais recompensada pelas vidas que concebi".

Sopro da fraternidade universal de família, afastando qualquer "fantasma do egoísmo". Na realidade somos nós os recompensados! Na filosofia da vida sintonizem os padrões de dignidade do perdão, nessa quadrinha antológica, na pureza de uma mulher nos seus 99 anos escrevendo: "Se alguém lhe pedir perdão, e este alguém merecer, conceda-o, sem restrição, mas trate de se esquecer".

Paulo Eduardo Mendes
Jornalista

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.