artigo

Histórias curiosas

00:00 · 14.11.2017

Com frequência, uso o aplicativo que fornece aos usuários veículos de passageiros com condutor. Nas locomoções quase sempre puxo conversa com o motorista. Percebo a diversidade de profissões dos que prestam esse serviço, quase todos usando sua folga para usufruir da remuneração. Dependendo de seu nível educacional, estico a conversa. E tenho ouvido histórias interessantes.

Um deles contou-me que foi motorista de uma elevada patente, quando cumpria o serviço militar. Indaguei dele sobre essa experiência, iniciativa suficiente para aguçar seu entusiasmo e fazê-lo relatar o quanto lhe foi importante. O mais relevante, disse, foi perceber o elevado nível de conhecimento e educação de seus superiores, "ensinando-nos a necessidade de ser bom, de progredir moralmente, não apenas intelectualmente". O aprendizado com a disciplina, os costumes, os cuidados com o uniforme e consigo permitiram-lhe construir outra visão de mundo. Mostrou-se crente na melhoria do País se todos os jovens prestassem o serviço militar e arrematou seu relato explicando que essa vivência o motivou a ingressar em curso superior.

Nesse momento, a lembrança de suas atitudes corteses ao chegar para atender ao meu chamado, incluindo a descida rápida do carro, o cumprimento respeitoso e a deferência de abrir a porta traseira para minha esposa entrar no veículo, enquanto me sentava ao seu lado, validaram suas palavras e revelaram um perfil diferenciado de profissional, que só enaltece a valorosa atuação das nossas Forças Armadas na formação de homens íntegros para ingressar na sociedade.

Pedro Roberto Sampaio. Administrador

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.