debates e ideias

Heroísmo na Tailândia

00:00 · 14.07.2018

Finalmente terminaram bem as complexas operações de resgate de 12 garotos e do técnico de futebol do time Javali Selvagem, que, por 18 dias, permaneceram isolados do mundo, na caverna inundada de Tham Luang, província de Chiang Rai, no norte da Tailândia. Os heroicos trabalhos de resgate levaram três dias seguidos, mobilizando 50 mergulhadores da Marinha Real da Tailândia e outros 40 de nacionalidades diferentes, como australianos, britânicos e chineses. Um mergulhador tailandês, que estava de férias e apresentou-se como voluntário para ajudar, infelizmente morreu enquanto transportava tanques de oxigênio para uma possível rota de escape. O grupo ficou preso na caverna, após uma forte tempestade, no dia 23 de junho, tendo sido localizado nove dias depois, por mergulhadores britânicos.

Assim começou o drama que o mundo acompanhou e que teve um final feliz, diante das perigosas condições de tempo da região montanhosa e das dificuldades de deslocamento das equipes de mergulho e das pessoas resgatadas no interior das estreitas passagens da caverna. Conforme o comandante dos trabalhos, Narongsak Osotthanakorn, após várias alternativas descartadas, restou aos mergulhadores planejar as ações para que, ao cabo de três dias, todos fossem resgatados vivos, diante da intensificação das chuvas.

A distância entre a entrada da caverna e o local do resgate era de quatro quilômetros. Cada mergulho durava cinco horas no trajeto de ida e outras quatro no de retorno, evidenciando assim os complicados obstáculos que se apresentaram a cada dia desses esforços. Agora os meninos e o técnico passam por exames de saúde que atestarão se contraíram doenças como a raiva, o cólera ou a leptospirose, cuja contaminação é possível em ambientes úmidos, como o da caverna onde ficaram por tanto tempo. Que logo possam todos restabelecer-se! O trabalho dessas equipes será certamente lembrado por muito tempo pelos resgatados, por suas famílias e por toda a humanidade. Foi mais um desses belos atos de heroísmo e de solidariedade internacional que sempre devem ser ressaltados.

Gilson Barbosa

Jornalista

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.