debates e ideias

Educação, Família, a Escola e Deus

00:00 · 14.07.2018

A Família consolida o sacramento da instituição matrimonial, formando cidadãos honestos e capazes para os desígnios atuais e as prospecções do futuro. E que os jovens não andem nesse mundo errante como ovelhas sem pastor, evoluindo para a marginalidade, vícios sociais e a criminalidade. Necessitam da religião e de Deus.

A aprendizagem escolar desenvolve cultura e sentimentos essenciais à vida, com fraternidade e afetividade. Não somente com as necessárias realizações materiais. Sublimes sentimentos espirituais e religiosos, através de luzes divinas, iluminam um ideal feliz e consagrador. Justos e verdadeiros sentidos da vida.

Pais que acompanham e apoiam os filhos a seguirem seus caminhos oferecem progressos na vida infantil e adulta, consolidando a personalidade. A valorização da família instituição social, cultural e religiosa da sociedade se constitue tradição nossa.

Cada fase da vida tem riscos específicos. A compreensão deve orientar pais e professores. Educar não harmoniza com improvisação ou invenção. O falso modernismo não invalida o pensamento clássico.

A educação é clássica e tradicional com excelentes e inesquecíveis resultados. Educar é ensinar. Pais e professores ensinando, filhos e alunos aprendendo, educando-se e respeitando o ensino e a Escola, que orienta sublimes vivências lutando contra o analfabetismo, a violência urbana e a drogadição.

Uma agressão à Escola e aos professores é o começo do fim. A luta é grande, procurando uma existência com fé e religiosidade, abraçando aqueles que constituem a gloriosa instituição familiar. A estrada da vida é repleta de obstáculos, mas com amor e sabedoria alcançaremos os desejados objetivos (Pedro de Castro). O apoio da sagrada família nos primórdios da vida é fundamental para a paz, a fraternidade, a afetividade e a felicidade. Se os pais negarem ajuda e atenção, os pensamentos tornar-se-ão capazes de explodir no futuro.

A Igreja Católica doutrina a paz, a união e a fraternidade entre as pessoas louvando os direitos humanos, a solidariedade e a dignidade com fé em Deus. A evangelização compreende e inspira a relação universal objetivando a harmonia e o amor na humanidade. Através da cultura religiosa ínclita e superior devemos esclarecer certos conceitos, conflitos e crenças populares inferiores.

A maturidade, a racionalidade dos padrões e os valores não devem ser subestimados. Jesus, Maria e José, Sagrada Família. A Família, a Escola e Deus. Salvemos o País, orientando as crianças e formando os jovens para um futuro feliz, em paz com a vida.

Josué de Castro

Médico, professor e escritor

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.