Artigo

Debate econômico

00:00 · 05.07.2018 / atualizado às 01:09

Quase todos os postulantes à sucessão presidencial estão dando relevo aos planos econômicos, através de debates, patroneados por veículos de comunicação social, quando são expostos itens básicos de Programa de Governo a ser cumprido por aquele guindado à Chefia do País. Diante das dificuldades financeiras que o Presidente Michel Temer busca solucionar, empenhadamente, essa temática ganhou extraordinário dimensionamento, daí as sucessivas discussões levadas a efeito entre os assessores econômico-financeiros, o que faz de cada conferência realizada um evento de alto nível, situando os pretendentes a um patamar de interlocução - por seus assessores - interessando, vivamente, aos formadores de opinião, em todos os círculos empresariais.

Empresta-se uma relevância incomum à presente questão, qualificando aqueles que já mostram conhecimento e sensibilidade, para buscar soluções aos problemas nacionais, sob tal angulação. O Correio Braziliense e o Valor Econômico deram lugar a essa tônica, discutida por profissionais competentes, que trouxeram à colação diretrizes que os candidatos tentarão seguir quando alçados à primeira magistratura. Chega-se a uma modalidade que eleva o debate, num instante em que o Brasil enfrenta desafios, reclamando uma planificação para tais questionamentos, manifestados nos aludidos encontros.

É o caso de se parafrasear o axioma: "da discussão é que nasce a luz...". E a Nação necessita, sim, urgentemente, como tem apontado o atual presidente da República, palmilhar, pela argumentação, os caminhos alternativos que aprimorem os nossos padrões de razoabilidade.

Mauro Benevides
Jornalista

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.