Artigo

Corpus Christi

00:00 · 31.05.2018

A festa de Corpus Christi, preceito da Igreja, da qual os católicos participam na quinta-feira, após o domingo da Santíssima Trindade, foi instituída pelo Papa Urbano IV, em 1264. A instituição da Eucaristia é o inaudito acontecimento, que se deu na véspera da Paixão e Morte de Nosso Senhor Jesus Cristo, no cenáculo, enquanto o Filho de Deus celebrava a Páscoa da eterna aliança com seus apóstolos, sendo Ele mesmo a oferenda eterna, o "Cordeiro de Deus, Aquele que tira o pecado do mundo". Dentro desse contexto eucarístico, pensemos na assertiva de Dom Helder: "Quando as palavras somem, quando os cuidados adormecem, quando nos entregamos, de verdade, nas mãos do Senhor, o grande silêncio mergulha na paz, na confiança e na alegria". Ao contemplar em adoração o Cristo Eucarístico, presença real no sacrário, ficamos diante do que é essencial à nossa vida, dom maior do amor, convencidos, sem nenhuma dúvida, do mistério único e incomparável. Somos também convidados a renovar nossa fé na real presença de Cristo, no sagrado mistério da Eucaristia, suplicando a graça de mais e mais redescobrir o sentido da vida em Cristo, maravilha inexprimível, na contemplação e oração, diante do Santíssimo Sacramento. No banquete eucarístico, não esquecer de reservar a mais elevada honra e glória ao sacrifício do amor de Deus, com a voz de Deus a clamar aos cristãos no mundo de hoje, indo ao coração da comunidade dos batizados, assim como clamou e penetrou no coração do mundo no decorrer da História do povo de Deus. Pelo dom da Eucaristia, dai-nos, ó Deus, a graça de cada vez mais crer e confiar em vós, nossa única esperança! Amém!

Geovane Saraiva
Padre e jornalista

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.