Coluna

Leitores e Cartas: Obra a passos lentos

Leitores e Cartas

opiniao@diariodonordeste.com.br

00:00 · 11.09.2018

As obras de recapeamento asfáltico da Avenida Virgílio Távora, do Meireles ao Dionísio Torres, que a Prefeitura de Fortaleza começou há cerca de dois meses, estão paralisadas, ou quase. Caminham a passos lentos, imperceptíveis. Tão lentos que, em alguns trechos, o recapeamento já começou a desfazer-se, mesmo sem chuvas. Partes do entulho do asfalto antigo ainda encontram-se sobre o canteiro central da via. O custo, porém, já começou a ser pago pelo contribuinte. Em vários pontos ao longo da avenida, incluindo áreas de estacionamento de supermercados, lojas e até farmácias, foram transformadas em Zona Azul, o que já exige do motorista pagamento para uma simples parada. Se está difícil transitar, mais caro está estacionar.

José Damasceno
Fortaleza (CE)

Lobo e cordeiro

Depois de ardorosamente incentivar, propagar e defender o uso indiscriminado de armas, insultar mulheres, negros e gays, quem diria, o lobo Bolsonaro virou cordeiro. Agora que viu a morte rondando de perto, através de um insano que merece mofar na cadeia, Bolsonaro decidiu exortar paz, amor e moderação. Todavia, como já era esperado, demagogos e açodados em volta de Bolsonaro logo politizaram o atentado. Usam a facada para obter votos. Vídeo com dores e gemidos do esfaqueado em busca do perdão da humanidade.

Vicente Limongi Netto
Brasília (DF)

Retrocesso

Se um candidato à Presidência do Brasil ganhar uma eleição por causa de uma facada. Mano, é melhor devolver o Brasil para os índios. (Comentário de internauta referente à matéria "Em reunião com advogados, Lula avalia que faca em Bolsonaro não é determinante", publicada nas redes sociais do Diário do Nordeste).

Benedita Fernandes
(Via Facebook)

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.