Coluna

Leitores e Cartas: geladeira vazia

Leitores e Cartas

opiniao@diariodonordeste.com.br

00:00 · 21.07.2018

Quando falamos de taxas e impostos, devemos compreender que estes respondem pela manutenção do Estado. Funcionam como alimento, e como tal o consumo desordenado fatalmente leva à escassez. Nós humanos, temos que comer para produzir, o inverso não é razoável. Ao contrário, a máquina pública somente pode ser alimentada se , antes , houver trabalho. Em tempos de crise, é comum alguns gestores, eleitos ou não, sacarem de suas cartolas ideias mágicas. Defendem ser possível e sustentável , arrecadar antes de produzir. A justificativa, é que alguém já está praticando . Ao pensar assim deveriam lembrar que "alguém já morreu", mas não cogitam em copiá-lo. Se tudo isso não ultrapassasse o campo das "ideias", menos mal. Mas, infelizmente seguem em frente! A economia não vai bem, todos sabemos disso. É necessário que alguém invista em novos negócios e que os já instalados possam progredir. Não estamos em momento de pagar mais caro por nada. Só não entende isso quem não precisa ou não quer. Trata-se, na verdade, de uma questão de respeito à situação deplorável do cidadão comum. Aquele cidadão a quem deveriam se destinar todas as políticas públicas, pois é a ele que, no final, apresentam a conta !

Eduardo Guimarães
Fortaleza (CE)

Constituição: 30 anos

Comemorar os 30 anos da promulgação da nossa Constituição Federal de 1988 seria justo, talvez, se o nosso País não estivesse enfrentando tantos problemas. Festejar o quê? A maioria absoluta dos brasileiros entende que a nossa Carta Magna é mais emendada do que as roupas dos milhões de desempregados, sem teto e sem esperança que vivem (des)abrigados nas praças públicas, ou embaixo de viadutos, e só se alimentam graças à generosidade de algumas pessoas de bem. Todos são iguais perante a Lei, porém são os poderosos que comem o filé e os "fracos" pagam a conta. A Constituição deveria ser "enxuta", simples, objetiva e dura; sem brechas para impossibilitar que espertalhões se aproveitem com dúbias interpretações e assim tirarem proveitos pessoais e injustos. O indecente toma-lá-dá-cá em troca do apoio parlamentar, deveria resultar em prisão imediata para os envolvidos, porque põe em "xeque" a governabilidade e abre espaços para a corrupção. Seria mais proveitoso para o nosso País que os participantes da promulgação, se imbuíssem do propósito de orientar a nossa população para votarem com consciência plena, visando o desenvolvimento do Brasil, os valores éticos e o progresso dos seus dignos habitantes.

Pedro Edson Lourinho
Fortaleza (CE)

Uma nova Constituinte

O PT e Lula já ganharam essa briga. Questão de tempo. Não importa que Lula esteja preso e o PT sofra um massacre de intrigas da voz única do mercado financeiro, através da mídia golpista. Meteram os pés pelas mãos e apostam numa agenda do "quanto pior melhor" que só vai empurrar cada vez mais o eleitor para os braços do PT e de Lula. A do PT de manter a candidatura Lula está desmoralizando, desnudando e desmontando todo o esquema golpista. O tempo não está a favor deles, pelo contrário, corre contra eles. A eleição do México e não a dos EUA é o nosso horizonte.

Antônio Negrão de Sá
Rio de Janeiro (RJ)

Comunicação rala

O abuso de celulares e smartphones é uma realidade nos dias atuais. Muita gente perde tempo em assuntos superficiais junto a estes aparelhos. Quando não se aprofunda um assunto surge a superficialidade. Quem sabe um pouco de tudo não sabe nada profundamente. A mudança de assuntos gera uma comunicação com rupturas. Estas abrem dificuldades de interpretação no diálogo. O excesso de assuntos e de ideias novas não permite uma comunicação que flui naturalmente. Tablets e smartphones viciam as pessoas a não comunicarem bem.

Paulo Roberto Girão Lessa
Fortaleza (CE)

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.