coluna

Leitores e Cartas: eleições ficha limpa

Leitores e Cartas

opiniao@diariodonordeste.com.br

00:00 · 07.09.2018

Fecharam-se as cortinas. O jogo está na mesa. Cuidado com as cartas marcadas. Tudo foi preparado para que as eleições sejam realizadas somente com quem for "ficha limpa". Se o eleitor não estiver satisfeito com as cartas que colocaram, fique atento pois poderá haver alguma armação. Muitos eleitores lamentaram a decisão do TSE, outros poucos festejaram; mas quem decidiu foram os juízes padrão ONU. O Brasil é bom também em eleição. De dois em dois anos, temos que votar. Existem 34 partidos políticos registrados no TSE, 30 deles apenas para se coligarem. Quem conseguir barganhar o maior número de partidos, ganhará mais tempo no programa eleitoral gratuito. O que importa é o partido e não a qualidade dele. O nosso País está atravessando uma das suas piores crises. Um conceituado apresentador de televisão aconselha o eleitor: "pensa bem pensado", antes de votar. Talvez, para que o "ficha limpa" que for eleito, seja também o "menos sujo", quem sabe, para não piorar ainda mais.

Pedro Edson Lourinho
Fortaleza (CE)

Trabalho escravo

Lista de trabalho escravo é uma realidade gritante no Brasil, e não apedrejamento antecipado, como ela (Kátia Abreu) se refere. Trabalho escravo é uma constatação "in loco" do auditor fiscal do trabalho, em parceria com a Procuradoria do Trabalho. Não há o que julgar, é uma operação programada administrativamente.

Francisca Gomes
(Via Facebook)

Trabalho escravo II

Trabalho escravo é trabalhar seis meses do ano, só para pagar impostos para alimentar políticos corruptos. (Reações de internautas referentes à matéria "Lista do trabalho escravo é apedrejamento antecipado', diz Kátia Abreu, publicada nas redes sociais do Diário do Nordeste)

Clécio Batista
(Via Facebook)

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.