Coluna

Leitores e Cartas

Leitores e Cartas

opiniao@diariodonordeste.com.br

00:00 · 07.10.2017

Outubro missionário

No mês de outubro, refletimos sobre a ação e a necessidade de sair da teoria para a prática. Dom Aloísio Lorscheider já nos alertava sobre a necessidade de sair das promessas e ir para a prática caritativa. Depois de estudarmos a Bíblia em setembro é hora de vivermos e experimentarmos a missão e as consequências de todas as decisões que tomarmos na vida. Todas as comunidades devem ser missionárias e dar frutos. O cajueiro prepara-se em agosto, floresce em setembro e dá seus frutos geralmente em outubro. Para que nossas intenções não sejam abortadas é bom que demos frutos de caridade, bondade, serviço, benevolência e paz. Tudo são lutas pelo bem. Não basta boas intenções, é preciso ação com boa vontade no bem. Feliz mês de outubro, mês das missões!

Paulo Roberto Girão
Fortaleza (CE)

Saída militar?

Enquanto deputados estiverem levando vantagens para não autorizarem investigações de políticos corruptos, e advogados faturando ônus milionários para defendê-los da prisão, a corrupção no governo continuará propiciando a essas duas categorias profissionais excelente fonte de bons negócios. É pena que a Câmara Federal e a OAB, hoje, instituições não mais tão dedicadas em defender a moral e a ética como outrora, pouco estão se importando com o que a população pensa a esse respeito. Por isso, não é à toa que algumas pessoas veem as Forças Armadas como única salvadora da pátria e pedem intervenção militar.

José Admir de Paula
Paracuru (CE)

Coisas inacreditáveis

Dia a dia presenciamos coisas que parecem "inacreditáveis", mas que são verdadeiras: um deputado sai diariamente da cadeia para assinar o ponto, a fim de não perder o gordo salário, um agente federal conduzindo pessoas e possuidor de tornozeleira na perna, magistrados vivendo em mansões próprias e recebendo "auxílio moradia", os presidentes da República, do Senado, e da Câmara dos deputados e muitos deputados federais investigados por corrupção; um assaltante do Banco Central teve, há pouco tempo, a pena reduzida, sem nunca ter sido preso, e por aí, vai. De Gaulle tinha razão quando afirmou, há mais de 70 anos, que "o Brasil não era um país sério". E eu digo, por ser um País riquíssimo, mesmo com tanta roubalheira, ainda continua de pé.

Amilcar Paula Pessoa
Fortaleza (CE)

Reforma mixuruca

Muito se fala que o maior problema do Brasil é a falta de educação formal da população. Por este prisma, o que dizer então dos deputados e senadores do nosso Parlamento, em que a maioria tem diploma universitário, mas, dão os piores exemplos como da falta de compromisso com a Nação? Vejam esta reforma política, que em troca de mísero avanço com o fim das coligações partidárias (a partir de 2020) e da tímida cláusula de barreira já para o pleito de 2018, esses trambiqueiros da Pátria, embutiram, à luz do dia, um fundo partidário, de cerca de R$ 1,7 bilhão! E deste total R$ 1,3 bilhão, desviados ou retirados das emendas parlamentares. Uma afronta. Esses recursos certamente vão deixar à míngua os prefeitos dos 5.565 municípios do País, e prejudicar setores vitais para população como a saúde, educação, obras viárias, transporte público etc.

Paulo Panossian
São Carlos (SP)

Nióbio

O nióbio é um dos elementos químicos mais importantes da terra. É um metal de destaque na produção do material bélico. 98% da sua produção é no Brasil. Diante de tudo isso, por que não dá a ele o valor merecido e não formalizarem um meio comercial que fortaleça o Brasil? Falta de coragem política ou de gestão?

Geraldo Pereira da Costa
Fortaleza (CE)

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.