Coluna

Debates e Ideias: País perdido

Debates e Ideias

opiniao@diariodonordeste.com.br

00:00 · 10.06.2017

A democracia é constituída de governo e oposição, fundamentos que, infelizmente, não compõem o nosso frágil regime. Nos dois mandatos de Lula, e quase dois de Dilma, ambos "governaram" praticamente sem oposição. Fizeram tudo sem ser incomodados. A única oposição que tiveram nessas 14 anos de desgoverno, foi a do próprio PT. Quando descobriram o "mensalão" no governo Lula, se tivéssemos uma oposição de verdade, o presidente teria sido cassado sumariamente e consequentemente não teríamos a desastrada Dilma como sua sucessora.

A chapa composta por responsabilidade de Lula e do PT, que nunca pensavam no Brasil, e sim no seu projeto de poder, por 20 anos, culminou nesse mar de lama e corrupção que, a partir desses governos, implantaram no País e praticamente o destruiu. O grande erro quanto ao impeachment de Dilma foi a não inclusão de Temer no mesmo processo, pois ele não estava preparado para uma transição, não tinha capacidade de colocar o Brasil no seu verdadeiro caminho e, muito menos, estancar a sangria de corrupção que afogou o País. Dilma Rousseff foi uma "cria" do PT e do próprio Lula, pessoa desprovida de qualquer qualificação para comandar o destino da nossa Nação. Tanto Lula como ela, em seus respectivos governos, escolhiam para o primeiro e segundo escalões, e outras funções menos relevantes, pessoa próximas e íntimas, seus apoiadores, sem nenhum compromisso com a ética.

O surgimento do "mensalão" levou não só a destruição da Petrobras, maior patrimônio nacional, como a de toda máquina estatal, onde podemos incluir o Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, BNDES, Correios, os Fundos de Pensão e, nessa linha de decadência, as grandes obras, como a reforma e construção de infraestrutura para a Copa do Mundo, transposição do Rio São Francisco, rodovias, ferrovias, onde foram beneficiadas as grandes empreiteiras, em detrimento da nossa Educação, Saúde e Segurança.

Lula e Dilma ainda financiaram várias obras em países da América do Sul, Central e África, de ideologias comunistas. Voltando ao sofrido Brasil, ainda continuamos sem oposição. Quando Dilma foi afastada, era para a oposição (que não existe) ter levantado o véu da corrupção, mas todos ficaram quietinhos, mesmo porque muitos dos opositores também estavam comprometidos com a corrupção, daí o silêncio e a omissão da classe política.

Humberto Mendonça - Empresário

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.