Opinião

Debates e ideias: Olha pro céu... meu amor!

Debates e Ideias

opiniao@diariodonordeste.com.br

00:00 · 24.06.2017 / atualizado às 01:11

Os dias de junho são sempre ensolarados e cheios de encantamento. Paira no ar uma alegria que nos contagia e as pessoas parecem felizes. Tenho a impressão que foi sempre assim... Quando pequeno, lembro do sol que nascia radiante convidando-nos a brincar. A temporada de chuvas acabara, os dias eram agradáveis e o "açudim" das Cambirimbas estava cheio.

O vento soprando e os festejos dos Santos Antônio, João e Pedro se aproximando permitiam muitos folguedos. As brincadeiras renasciam, trazidas por aqueles meninos que brotavam das pobres casinhas do nosso humilde bairro: mergulhos e cangapés, empinar as pipas coloridas (as linhas com cerol), jogo de piões (com quila ou sem quila), as cabiçulinhas coloridas(nas coxias ou nos buracos), o futebol, com bola de pano e a adaptação da bodega de fogos das caixas de charutos Suerdieck, e outras mais. Esses afazeres eram deliciosos.

Os nossos corações se alegravam com as músicas da PRE-9, que falavam de balões, fogueiras e de casamentos sempre felizes... E que a gente acreditava. Naquela época, as nossas preocupações eram zero: eu nem estudava, pois minha professora de alfabetização expulsara-me, por " danação". Cresça e apareça... E olhe que eu já ia tinha dez anos. Mas, aí chegavam as festas ao redor das fogueiras. A organização era sempre da minha mãezinha, porque homenageava a mim e ao amigo Joãozinho, aniversariantes do mês.

Ela fazia bolos de milho, pé-de-moleque, tapiocas, cocadas e um aluá de pão, que era sua especialidade. As lindas menininhas do bairro compareciam caracterizadas de matutinhas, com saias de chita e belas trancinhas. Eu sempre trocava beijinhos com a mais linda delas.

Contudo, jamais esqueci da noite em que surgiu no céu um balão em chamas. Cai balão, cai, balão! que tristeza... Meus olhos marejaram. Foi ali que entendi que nossas vidas são como os balões no ar, precisam de um vento abençoado que lhes possa conduzir com segurança e paz aos destinos misteriosos e insuspeitos da vida.

Rui Pinheiro Silva - Coronel reformado do Exército

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.