artigo

Ciência e religião

00:00 · 14.04.2018

Mãos dadas. Ciência. Religião. Disposição para agir. Interpretar avisos onde fé e razão socorrem-se da lógica formal das coisas simples. Rever conceitos. Desobstruir a mente dos vícios de preconceitos. Tentar a pureza de ideias verificando se as perspectivas de entendimento estão colocadas à disposição de todos.

Ciência e religião no auge do raciocínio cuja inteligência desponta na postura da verdadeira educação para o amanhã de luz. Os cientistas estão trabalhando com a aceitação dos preceitos religiosos. Há um quê de harmonia nesse maravilhoso mundo do raciocínio. Fontes as mais diversas já enfocam ciência e religião no mesmo patamar da dignidade humana.

É momento preciso para entender o outro. Abrir a porta da convivência e descobrir o autêntico "elixir da felicidade".

A construção da fé religiosa com a sistemática científica que fixe o instante exato do teorema da compreensão de tudo o que nos cerca. Somos partículas infinitesimais dessa temática que une ciência e religião, na fórmula de inteligência que se coloque à disposição do ser humano no universo.

Hora exata, sim, para saber quem somos e como reencontrar o que existe após a morte do corpo físico. Operar a matemática do bom senso e despertar de mãos dadas com os cientistas que estão agindo na proporção das descobertas em que o sentido das coisas simples começa a se multiplicar para encontrar respostas confiáveis a fim de entender o mundo da natureza que nos cerca.

Ciência e religião visando esclarecer pontos obscuros da nossa existência. É a luz do mundo já com o seu brilho próprio.

Paulo Eduardo Mendes. Jornalista

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.