Mais lida da semana

Apagão atinge 13 estados

00:00 · 24.03.2018
capa
Com as ruas às escuras e os semáforos apagados, o trânsito ficou caótico na Capital ( FOTO: KID JÚNIOR )

Uma perturbação no Sistema Interligado Nacional (SIN) causou apagão no Ceará e em pelo menos outros 12 estados do Norte e Nordeste brasileiro, às 15h48 de quarta-feira, 21/3. Segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), houve desligamento de 18.000MW, o que representa 22,5% da carga total do SIN naquele momento.

Em Fortaleza, o fornecimento de energia começou a ser retomado por volta das 18h, cerca de 2h15 após o início do apagão, mas apresentou oscilações e novas quedas. Esta matéria da editoria de Cidade, de 21/3, foi a mais lida da semana no Diário do Nordeste.

Mais afetados

Os estados afetados foram Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Piauí, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Sergipe e Tocantins. Com a queda de energia, os sistemas das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste ficaram desconectados do restante do País.

Na capital cearense, moradores de vários bairros como Sapiranga, Papicu, Aldeota, Parque Manibura, Cidade dos Funcionários e Cidade 2000 informaram queda no serviço. Semáforos na Praia de Iracema, Aldeota, Bezerra de Menezes, Domingos Olímpio e Av. Beira-Mar ficaram apagados. A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) informou que 670 semáforos, dos 850 de Fortaleza, apresentaram defeito. Os outros 180 seguiram funcionando com o auxílio de 'nobreak'.

A Enel Distribuição Ceará informou que a eletricidade voltou em todos os municípios do Estado afetados até as 20h54, "à medida que o Operador Nacional do Sistema (ONS) retomava as cargas de energia elétrica". Segundo a ONS, uma falha em um disjuntor da subestação de Xingu, que é responsável pelo escoamento de praticamente toda a geração da usina de Belo Monte, desencadeou o apagão.

As causas da falha no disjuntor, que afetou mais de 70 milhões de pessoas, estão sendo apuradas e devem ser conhecidas em 10 a 15 dias

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.