artigo

A Santa Ceia

00:00 · 31.03.2018

Baseado em dados coletados nos evangelhos, foi realizado um estudo sobre os fatos que começaram com a Santa Ceia e culminaram com a crucificação de Jesus. Ele mostra que o tempo disponível para que todo o processo de julgamento de Jesus ocorresse, partindo-se da hora de sua prisão, que se deu por volta da meia noite da quinta feira, após o término da ceia, até a hora de sua crucificação, foi de 14 horas e muito pequeno, pois Jesus foi interrogado por Anás, Caifás, Pilatos, Herodes e outra vez Pilatos. Se distribuirmos valores em números horários para cada evento, levando em consideração todos os detalhes de cada interrogatório, chega-se a um total de 62 horas. Então, juntando todos esses dados relativos aos fatos acontecidos durante essa semana, tudo leva a se acreditar que a ceia foi realizada no fim do dia da terça-feira. Porque os historiadores procuram completar a história de Jesus, buscando com pesquisas documentais e arqueológicas dados não bíblicos, significa dizer que sua vida vai ser maculada, não é verdade. Eles tentam mostrar o quadro possível mais real de um fato ter acontecido. Principalmente com respeito a Jesus, pois sua divindade é tão marcante que conseguiu, depois de morto, aparecer para os seus discípulos com o corpo materializado. Jesus, que sempre pregou a verdade, com certeza gostaria que toda sua vida fosse contada com a mais pura autenticidade. Qualquer que seja o dia da semana que Jesus realizou sua ceia com os discípulos, a imagem pura da sua vida será a mesma. Para nós cristãos, o importante é que a sua boa nova, que diz respeito ao próximo, deve ser praticada com amor.

Marcílio Dias de Matos. Historiador

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.