Problemas persistem no serviço móvel da OI - Negócios - Diário do Nordeste

DIFICULDADES EM COMPLETAR LIGAÇÕES

Problemas persistem no serviço móvel da OI

00:25 · 17.06.2008
Rompimento de cabos de fibra ótica, ontem, em PE e no RN afetou a rede móvel da companhia no Ceará

O serviço de telefonia móvel da OI vem apresentando falhas com mais freqüência no último mês. Os clientes não conseguem completar suas ligações. E quem se dispõe a procurar a operadora, não consegue contato para reclamar. Foi o que disseram alguns consumidores procurados pela reportagem. É o caso da estudante Delara Cavalcante, de 25 anos, que não conseguiu contato com a empresa na semana passada, quando queria reclamar sobre a dificuldade em efetuar ligações. ´É uma falta de respeito com o consumidor´, avalia. ´Querem clientes, mas não têm capacidade para atender a todos´. Ela comenta que desde a última quinta-feira, o problema ficou mais intenso. Até ontem, a situação persistia. ´Há pouco, estava tentando e não consegui ligar´, diz Delara. ´Vou tentar mais uma vez contato com a operadora ainda hoje´.

O Diário do Nordeste vem acompanhando o problema de pane nas ligações da OI. A empresa já apresentou diferentes motivos para os casos de não completar as chamadas — como falha de equipamento na estação Aldeota, em Fortaleza, o rompimento de cabos de fibra óptica nas proximidades dos municípios de Sanharó (PE) e Goianinha (RN), e também o ´sucesso´ da promoção ´Ligadores´, que causou um aumento pontual no tráfego de telefonia móvel no Ceará.

OI explica

Por meio do seu departamento de comunicação corporativa, a OI informou que o rompimento, na manhã de ontem, de cabos de fibra ótica em Pernambuco (nas proximidades da cidade de Goiana) e no Rio Grande do Norte (entre os municípios de Angicos e Santa Maria) afetou a rede móvel da companhia no Ceará, ocasionando dificuldade no completamento de chamadas em Fortaleza. ´Em Pernambuco, devido a fortes chuvas, o deslizamento de uma barreira provocou a queda de árvores em trecho da BR 101, causando o rompimento. No Rio Grande do Norte, técnicos estão apurando o que danificou a rede da companhia´. A empresa acrescentou que ao tomar ´conhecimento dos incidentes, enviou equipes técnicas aos locais. O tráfego de voz e dados foi restabelecido mas reparos prosseguem, podendo ocorrer ainda ajustes na rede, que está sendo monitorada para minimizar possíveis oscilações de desempenho´.

Ranking de reclamações

De acordo com informações da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a OI foi líder em reclamações no mês de abril último, quando alcançou um índice de 0,490 reclamações por mil assinantes. A Anatel explicou que os clientes devem procurar inicialmente a operadora. Se não houver solução, deve levar a reclamação ao órgão. No Brasil, existem 130 milhões de usuários do serviço de telefonia móvel. Destes, 4,5 milhões estão no Ceará. O setor de comunicação da OI observou que sua posição no ranking da Anatel tem variado. ´Os resultados de um mês não podem ser considerados isoladamente´, respondeu.

Mais informações:
Central de Atendimento Anatel 0800332001, de 8 às 20 horas.

NO PAÍS EM MAIO
2,8 mi de celulares vendidos

Brasília. O Brasil já possui uma rede de 130,5 milhões de telefones móveis habilitados, segundo levantamento com números preliminares divulgado nesta segunda-feira pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), com dados relativos a maio.

Em relação ao mês de abril, o aumento foi de 2,2%. No mês passado foram vendidos 2,810 milhões de celulares.

Até o fim desse mês a Anatel vai divulgar também a pesquisa completa, com informações como a divisão de mercado pelas empresas e o número de celulares por estado. Em abril, a Vivo detinha a liderança em participação de mercado (27,2%), seguida de perto por TIM (25,8%) e Claro (24,7%). A operadora OI possuía 13,9% do mercado de telefonia móvel, enquanto a Telemig Celular/Amazônia Celular, 4,2%, e Brasil Telecom GSM, 3,6%.

Dados da Anatel revelam que nos últimos cinco anos, no Ceará, o número de novas linhas cresceu 424%, saindo de 858,7 mil telefones habilitados, em abril de 2003, para quase 4,5 milhões no mesmo mês deste ano. Hoje, segundo a Anatel, a OI lidera o mercado cearense com quase 2,15 milhões de clientes e 48% de participação; seguida da TIM, com 1,38 milhão de usuários (31%), Claro, com 962 mil (21%).

CAROL DE CASTRO
Repórter

ENQUETE
O que acha do serviço da OI ultimamente?

Luís Sérgio
26 ANOS
Designer

Está difícil conseguir ligação pela OI. Não dá nem para aproveitar a promoção. No fim de semana, a situação piora.

Ítallo Cardoso
30 ANOS
Diagramador

Não dá mais para confiar no serviço. Quando mais preciso, não consigo ligar. Não consigo nem reclamar na OI.