Linha leste do metrô

Parte das tuneladoras chega no mês de maio

02:00 · 01.02.2013
As tuneladoras levarão dois meses para serem montadas. Já as obras da linha leste do metrô de Fortaleza, sete anos

Ainda sem data definida para começar a operar comercialmente a Linha Sul do metrô de Fortaleza, o governo do Estado anuncia para o dia 27 de maio próximo, a chegada das peças das duas primeiras tuneladoras, de um total de quatro, que irão escavar os túneis para passagem do metrô da linha Leste. A data foi confirmada ontem, pelo secretário Estadual de Infraestrutura (Seinfra), Adail Fontenele, que esteve em Brasília, finalizando no Ministério das Cidades, as pendências para lançamento do edital de licitação da obra.

Também conhecidas como ´tatuzões´, as máquinas foram adquiridas ao preço de R$ 128 milhões por meio de licitação pública FOTO: DIVULGAÇÃO


"Essa é a data (27 de maio) em que está acertada a chegada de duas tuneladoras, que levarão dois meses para serem montadas", confirmou Fontenele. Também conhecidas como "tatuzões", as máquinas do tipo EPB (Earth Pressured Ballanced), foram adquiridas ao preço de R$ 128,2 milhões, - por meio de licitação pública -, da empresa americana Robbins , a quem caberá também fazer a montagem dos equipamentos.

Sete anos

Segundo o secretário, a partir do início da conclusão do processo licitatório, ainda sem data para ser lançado, as obras de construção deverão levar até sete anos para serem concluídas. "Essa é uma obra que Fortaleza vai assistir nos próximos seis ou sete anos", sinalizou Fontenele.

Conforme disse, duas partes dos recursos já estariam asseguradas, sendo R$ 1 bilhão, do Orçamento Geral da União (OGU), R$ 1 bilhão financiado ao governo do Estado do Ceará e R$ 1,5 bilhão, a ser contratado por meio de Parceria Público Privada (PPP), totalizando R$ 3,5 bilhões. "A reunião vai servir para acertar as etapas finais das exigências do Ministério (das Cidades), para liberação dos recursos", explicou o secretário, antes de embarcar para Brasília.

Fontenele informou também que o estudo para celebração da PPP está sendo concluído e que será entregue em março próximo. O projeto executivo da obra está pronto. "Assim que for liberado pelo Ministério das Cidades, faremos a licitação". O projeto prevê a construção de 12 estações, a partir da integração com a estação central Chico da Silva, seguindo-se as estação da Igreja da Sé, Luiza Távora, Colégio Militar, Nunes Valente, Leonardo Mota, Papicu, HGF, Cidade 2.000, Bárbara de Alencar, CEC e Edson Queiroz, no Fórum Clóvis Beviláqua. "São treze quilômetros de obras totalmente subterrânea, sob a avenida Santos Dumont", explicou o secretário, ao admitir que as obras irão causar muitos transtornos à população, mas que, no futuro próximo, consolidarão o sistema metroviário de Fortaleza.

CARLOS EUGÊNIO
REPÓRTER

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.