Rio de Janeiro

Salão Moto Brasil é adiado devido à greve dos caminhoneiros

Organização decidiu adiar a abertura de um dos mais importantes eventos do setor de motos, que abriria ontem no Rio de Janeiro

13:24 · 26.05.2018 / atualizado às 13:26
diesel
No Rio de Janeiro, a rodovia Presidente Dutra foi bloqueada pela manifestação dos caminhoneiros ( Agência Brasil )
Devido à greve dos caminhoneiros, o maior evento do setor de motos, do Rio de Janeiro, e um dos mais importantes do país - o Salão Moto Brasil - foi adiado para começar na próxima quinta-feira (31), no Riocentro, anunciou a organização do evento, que está na 8ª edição. 
 
"A decisão foi baseada na situação preocupante que todo o País enfrenta com a paralisação dos caminhoneiros. No Rio de Janeiro, por exemplo, mesmo após o acordo anunciado ontem à noite pelo governo, o cenário ainda se mantém: estradas parcialmente bloqueadas, 90% de postos sem combustível, população preocupada, filas em postos que ainda têm combustível e todos as consequências disso, como problema de transporte e locomoção terrestre e aérea, falta de abastecimento de comida etc", informou Gustavo Lorenzo, organizador do evento, que deveria ter sido aberto ontem.
 
“Relutamos por tomar esta decisão pensando em todos os envolvidos direta e indiretamente e também no público, inclusive de outros estados, que já tinha se programado”, disse o organizador do evento.
 
“Porém, a situação não parece que irá se normalizar nos próximos dias. Então, preferimos adiar a colocar em algum tipo de risco ou dificuldade os visitantes e expositores”, explica.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.