Lote multiexercício

Receita vai pagar R$ 154,4 milhões em restituições no Ceará

Consulta estará disponível a partir da próxima segunda (9) e montante deve beneficiar 99.857 cearenses

16:55 · 05.07.2018 / atualizado às 17:26 por Redação Diário do Nordeste/Agência Brasil
IR
A partir das 9h da próxima segunda-feira (9), estará disponível para consulta o segundo lote de restituição do IRPF 2018 ( Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil )

A Receita Federal vai creditar, no dia 16 deste mês, R$ 154.434.110,27 (R$ 154,4 milhões) em contas bancárias de 99.857 cearenses. O valor é referente ao segundo lote do Imposto de Renda Pessoa Física 2018 (IRPF), mas engloba também restituições de anos anteriores. Dos 99,8 mil que terão direito a sacar o benefício, 97.531 são declarantes do IRPF 2018, totalizando R$ 150,6 milhões, com correção pela taxa Selic de 2,04%.

Para 2.326 declarações restantes, referentes a declarações entregues entre 2017 e 2009, que totalizam R$ 3,742 milhões, o índice de atualização monetária varia entre 9,87% (2017) e 92,09% (2009). A restituição fica disponível no banco por um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la pela internet, no formulário eletrônico – Pedido de Pagamento e Restituição (Peres), ou diretamente no e-CAC, no link extrato de processamento da Dirpf.

Consulta

A partir das 9h da próxima segunda-feira (9), estará disponível para consulta o segundo lote de restituição do IRPF 2018. No Brasil, o crédito bancário será efetuado para 3.360.917 contribuintes, totalizando o valor de R$ 5 bilhões.

Desse total, R$ 1,625 bilhão são destinados a contribuintes com preferência: 3.358 contribuintes idosos acima de 80 anos, 49.796 contribuintes entre 60 e 79 anos, 7.159 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave e 1.120.771 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na internet, ou ligar para o Receitafone, pelo número 146. Na consulta à página da Receita, serviço e-CAC, é possível verificar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Nesta hipótese, o contribuinte pode fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.

A Receita disponibiliza, ainda, aplicativos para tablets e smartphones para consulta às declarações do IRPF e situação cadastral no CPF. Com ele é possível consultar diretamente nas bases da Receita Federal informações sobre liberação das restituições do IRPF e a situação cadastral de uma inscrição no CPF.

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.