Após críticas

Petrobras volta atrás e decide mudar metodologia de ajuste do GLP residencial

De acordo com a estatal, o último aumento encerrou o uso da regra vigente.

13:11 · 07.12.2017 por Estadão Conteúdo
Depois de promover em sequência ajustes no Gás Natural Liquefeito para uso residencial (Botijão de 13 quilos), a Petrobras decidiu rever a metodologia que estava sendo utilizada desde junho deste ano para o combustível. De acordo com o Grupo Executivo de Mercado de Preços (GEMP), "embora os preços do GLP praticados no Brasil devam ser referenciados ao mercado internacional, esta metodologia necessita ser revista. 
 
O fundamento para isso é que o mercado de referência (butano e propano na Europa) está apresentando alta volatilidade nos preços, agravada pela sazonalidade (inverno) naquela região", disse a estatal em nota, afirmando que o último aumento encerrou o uso da regra vigente. A empresa não informou como será a nova metodologia.
 
O grupo admitiu que vai buscar uma metodologia que suavize os impactos derivados da transferência dessa volatilidade para os preços domésticos.
 
"Esta revisão se aplicará exclusivamente ao GLP de uso residencial, comercializado em botijões de 13kg, e não terá reflexo sobre os demais derivados comercializados pela Petrobras", ressaltou a estatal.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.