Governo planeja expandir etanol para exportação

16:50 · 10.02.2007 por Agência Estado

O governo federal está desenvolvendo um estudo para subsidiar um plano de expansão da produção de etanol no Brasil para a exportação. A pesquisa está sendo elaborada há dois anos pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), a pedido do Ministério de Ciências e Tecnologia.

O estudo tem como objetivo verificar a viabilidade de o etanol brasileiro substituir 10% da gasolina no mercado mundial, em 20 anos. O levantamento indica que para o Brasil chegar a essa posição será necessário investir, por ano, R$ 20 bilhões em produção e logística.

?Esse volume é necessário nos cinco primeiros anos e começa a decrescer no período subseqüente. Nos últimos sete, o retorno remunera o investimento inicial?, explica Rogério César Cerqueira Leite, professor emérito da Unicamp.

O estudo considera que os recursos virão da iniciativa privada, com a perspectiva de o governo participar via financiamentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A Transpetro, braço logístico da Petrobras, participa do grupo de estudo.

Caso o cenário de investimentos ocorra, as exportações de etanol passarão de 2,8 bilhões de litros para 200 bilhões de litros em 2025 e a área plantada, de 5,6 milhões de hectares para 30 milhões de hectares. ?Isso representa menos de 10% da área disponível, não será necessário invadir florestas ou área agrícola?, diz Cerqueira Leite.

Segundo ele, a expansão da produção se dará principalmente no Norte e Nordeste. ?O estudo não inclui São Paulo, porque a densidade de usinas no Estado já é elevada.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.