Mercado

Dólar sobre 0,87% e encerra a R$ 3,91; maior desde junho

Moeda norte-americana teve dia de alta no cenário externo, subindo ante moedas e divisas de países emergentes

17:44 · 02.07.2018 por Redação Diário do Nordeste

Influenciado pela movimentação no cenário externo, o dólar subiu 0,87% na sessão desta segunda-feira (2) e encerrou a R$ 3,911 na venda, maior patamar desde o dia 7 de junho, quando a moeda norte-americana havia fechado o pregão cotada a R$ 3,925.

O dólar encerrou junho em seu quinto mês seguido de valorização em relação ao real, com alta de 3,76%. Nos últimos cinco meses, a moeda dos EUA acumula alta de quase 22%.

No cenário interno, o dia correu sem atuações extraordinárias do Banco Central no mercado de câmbio, ofernando e ventendo integralmente o lote de até 14 mil swaps cambiais tradicionais para rolagem dos contratos com vencimento em agosto. Os swaps tradicionais equivalem à venda futura de dólares.

No exterior, o dólar subia ante uma cesta de moedas e divisas de países emergentes. Investidores seguem apostando que as tensões entre EUA e seus parceiros comerciais, especialmente a China, devem se intensificar.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.