CCEE

Consumo e geração de energia ficam estáveis em agosto

No Sistema Interligado Nacional (Sin), o consumo de energia teve queda de 3,3% (58.970 MW médios) no mercado cativo

09:00 · 19.08.2016 / atualizado às 09:03 por Redação Diário do Nordeste
energia elétrica
O consumo de energia teve aumento de 10,6% no Ambiente de Contratação Livre (ACL), no qual os consumidores compram energia diretamente dos fornecedores ( Foto: Reuters )

A geração e o consumo de energia elétrica no País tiveram crescimento de apenas 0,1% entre os dias 1º e 16 de agosto ante igual período de 2015, segundo dados preliminares do boletim da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

No Sistema Interligado Nacional (Sin), o consumo de energia teve queda de 3,3% (58.970 MW médios) no mercado cativo - no qual os consumidores são atendidos pelas distribuidoras - e aumento de 10,6% no Ambiente de Contratação Livre (ACL), no qual os consumidores compram energia diretamente dos fornecedores.

A grande onda de migração de empresas para o mercado livre impactou no aumento de 8,1% no consumo de energia entre os consumidores livres e de 48,3% entre os consumidores especiais, mas sem a contabilização destas novas unidades consumidoras, há um crescimento de 2,4% no consumo entre os livres e redução de 7,1% entre os especiais.

Setores

Já a análise dos ramos da indústria monitorados pela CCEE, incluindo autoprodutores, consumidores livres e especiais, indica maiores índices positivos de consumo nos setores de comércio (44,3%), serviços (31,8%) e alimentos (26,1%). Os setores com queda no consumo em agosto foram os de extração de minerais metálicos (-17,1%) e transporte (-2,6%).

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.