Interinamente

Conselho da Petrobras escolhe Ivan Monteiro como novo presidente da estatal

O executivo está a caminho de Brasília pra conversar com Temer e disse a interlocutores próximos que só aceitará o cargo se o presidente desistir de mexer na política de preços da companhia.

Ivan Monteiro é apreciado pelo mercado financeiro, que credita também a ele a recuperação da companhia ( Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil )
18:00 · 01.06.2018 / atualizado às 18:26 por Folhapress

O conselho de administração da Petrobras indicou o atual diretor financeiro da companhia, Ivan Monteiro, para assumir interinamente a presidência da estatal depois do pedido de demissão de Pedro Parente.

Monteiro está a caminho de Brasília para conversar com o presidente Michel Temer. O executivo disse a interlocutores próximos que só aceitará o cargo se o presidente desistir de mexer na política de preços da companhia.

O nome de Monteiro e da diretora executiva de exploração e produção da Petrobras, Solange Guedes, estão entre os mais cotados para assumir a presidência da estatal definitivamente. Temer pode anunciar o escolhido para ser o titular da companhia ainda nesta sexta-feira (1) - o que pode levar a substituição ou ao mantimento de Monteiro no cargo. Ele aguardava o Conselho Administrativo informar quem assumiria o comando interino da empresa.

Ex-vice-presidente do Banco do Brasil, Monteiro chegou a estatal com o antigo presidente, Aldemir Bendine, mas foi mantido no cargo por Parente. Extremamente técnico, ele é apreciado pelo mercado financeiro, que credita também a ele a recuperação da companhia.

Saída de Parente

Pedro Parente pediu demissão da estatal na manhã desta sexta-feira, sob a justificativa de que a sua permanência na Petrobras "deixou de ser positiva". Parente vinha sendo critica pela política de preços dos combustíveis implantada durante a sua gestão.

O estopim para a saída de Parente foi uma "intervenção branca" na estatal, definida após a paralisação dos caminhoneiros, que, na prática, reduzia a autonomia da empresa para definir os preços do óleo diesel. Parente temia que a política chegasse também à gasolina.

Perfil de Monteiro

Ivan Monteiro nasceu em Manaus, graduou-se em Engenharia Eletrônica e Telecomunicações pelo Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel), em Minas Gerais. Ele cursou ainda MBA Executivo em Finanças, do IBMEC /RJ e o MBA em Gestão, da PUC/RJSeu primeiro cargo alto na área pública foi como vice-presidente de finanças, mercado de capitais e relações com investidores do Banco do Brasil (BB), que durou de junho de 2009 a fevereiro de 2012. Antes disso, Monteiro exercia o cargo de diretor do Comercial do BB.

Em janeiro de 2012, Monteiro também passou a ocupar o cargo de diretor vice-presidente do BB Banco de Investimentos, BB Elo, BB Administração e Cartões e BB Leasing.

Em fevereiro de 2012, Ivan Monteiro assumiu a vice-presidência de Gestão Financeira e de

Relações com Investidores do Banco do Brasil, onde ficou até fevereiro de 2015, quando foi escolhido para assumir a diretoria Financeira da Petrobras e está no cargo até hoje.

LEIA AINDA:

. Ibovespa Futuro desaba 1.500 pontos após demissão de Pedro Parente da Petrobrás
. Jucá aposta em nome técnico e 'previsibilidade' de preços na Petrobras
. 'Não é algo a ser comemorado', diz Aécio Neves sobre saída de Parente
. Eunício analisa saída de Parente da Petobras: é preciso ter 'sensibilidade social'
. Para Rodrigo Maia, saída de Parente não deve mudar política de preços da Petrobras
. Após pedir demissão da Petrobras, Parente é cogitado para assumir presidência da BRF

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.