Casa Própria

Caixa reduz valor mínimo de imóveis à venda no Feirão em Fortaleza

Preço foi reduzido de R$ 150 mil para R$ 128 mil. Evento será realizado no Iguatemi e vai ofertar mais de 6 mil imóveis

Ao todo, serão disponibilizados mais de 6.400 imóveis, novos ou usados, expostos por mais de 30 construtoras parceiras do banco ( Foto: Fabiane de Paula )
13:01 · 08.05.2018 / atualizado às 14:02
A Caixa Econômica Federal (CEF) diminuiu de R$ 150 mil para R$ 128 mil o valor mínimo dos imóveis que estarão à venda no Feirão Caixa da Casa Própria, em Fortaleza, nos próximas dias 25, 26 e 27 de maio, no Shopping Iguatemi (Espaço Jangada).
 
Assim como havia anunciado antes, o valor máximo continua a ser de R$ 1,5 milhão. Ao todo, serão disponibilizados mais de 6.400 imóveis, novos ou usados, expostos por mais de 30 construtoras parceiras do banco.
 
O que fazer para participar de Feirão?
 
Para requerer o crédito da casa própria no Feirão, o interessado deve apenas apresentar documento de identidade, CPF, comprovantes de renda e residência atualizados. Para obter mais informações o interessado pode acessar o site da Caixa ou o Serviço de Atendimento ao Cliente (0800 726 0101), disponível 24 horas por dia, inclusive nos fins de semana.
 
Juros reduzidos
 

Neste ano, o feirão acontece após a Caixa anunciar a redução de até 1,25 ponto porcentual das taxas de juros do crédito imobiliário utilizando recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo. O banco também anunciou o aumento de 50% para 70% da cota de financiamento de imóvel usado.

O corte nos juros pode gerar uma economia de 15,6% no financiamento de um imóvel de R$ 500 mil, com prazo de 30 anos para quitação. Em gastos totais, a redução é de quase R$ 78 mil reais, saindo de R$ 1.113,2 milhão, quando valia a taxa antiga de 10,25%, para R$ 1.035 milhão, agora com juros a partir de 9%.

Líder no segmento de crédito habitacional no País, respondendo por 70% das operações, o banco tem R$ 82,1 bilhões para financiar a compra de imóveis em 2018. Cerca de 11 mil imóveis da própria instituição estarão disponíveis para venda, por meio de licitação aberta, venda direta e leilão.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.