Cargo está vago

Após pedir demissão da Petrobras, Parente é cogitado para assumir presidência da BRF

Dois membros do conselho da BRF disseram, sob condição de anonimato, que gostariam de ver Parente no comando da empresa, mas que ainda não sabem se ele topa o desafio. Atualmente, Parente está no comando do conselho de administração da companhia

Parente vem promovendo uma reestruturação no comando da BRF, que atravessa uma forte crise, após seguidos prejuízos e as acusações de fraude da Operação Carne Fraca ( Foto: Carl de Souza / AFP )
15:17 · 01.06.2018 / atualizado às 16:47 por Raquel Landim - Folhapress

Depois de deixar a Petrobras, Pedro Parente pode ser o novo presidente-executivo da BRF, gigante de alimentos resultado da fusão de Sadia e Perdigão.

Parente assumiu recentemente o comando do conselho de administração da empresa no lugar do empresário Abilio Diniz, e é grande a torcida dentro da BRF para que ele passe para a presidência-executiva, cargo que hoje está vago.

Dois membros do conselho de administração da companhia disseram à reportagem, sob condição de anonimato, que gostariam de ver Parente no comando da BRF, mas que ainda não sabem se ele topa o desafio ou se vai preferir não assumir outro cargo executivo agora.

Parente vem promovendo uma reestruturação no comando da empresa, que atravessa uma forte crise, após seguidos prejuízos e as acusações de fraude da Operação Carne Fraca. 

A seu pedido, a BRF contratou as consultorias BCG e McKinsey, para rever sua estrutura organizacional. A empresa possui hoje 14 pessoas -entre vice-presidentes e diretores- reportando diretamente ao CEO, número considerado excessivo pelo atual conselho.

 

LEIA AINDA:

. Eunício analisa saída de Parente da Petobras: é preciso ter 'sensibilidade social'

. Para Rodrigo Maia, saída de Parente não deve mudar política de preços da Petrobras

. 'Deveria ter saído antes', diz líder do PR sobre demissão de Parente

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.