Influência do cenário interno

Após dois dias de baixa, dólar sobe 1,48% e chega a R$ 4,14

O patamar observado hoje fica abaixo apenas dos R$ 4,1655 no fechamento da sessão em 21 de janeiro de 2016

17:26 · 28.08.2018 por Redação Diário do Nordeste

O dólar voltou a subir após registrar baixa ante o real na última sexta-feira (24) e na segunda-feira (27). No pregão desta terça (28), a moeda dos EUA apresentou elevação de 1,48% e encerrou a R$ 4,141 na venda. Na máxima do dia, chegou a R$ 4,147. O patamar observado hoje fica abaixo apenas dos R$ 4,1655 no fechamento da sessão em 21 de janeiro de 2016.

O dólar futuro tinha elevação de cerca de 1,4% no fim desta tarde. No início do dia, a moeda chegou a cair, mas a trajetória logo mudou com a apreensão na cena interna em decorrência dos movimentos eleitorais.

No exterior, a moeda dos EUA apresentava leve queda ante uma cesta de moedas após o alívio das tensões comeciais envolvendo os Estados Unidos. O gigante americano firmou pacto com o México para reformular o Acordo de Livre Comércio da América do Norte (Nafta).

Banco Central

O Banco Central brasileiro ofertou e vendeu integralmente 4,8 mil swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares. A autoridade monetária já rolou US$ 4,8 bilhões de US$ 5,25 bilhões com vencimento para setembro.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.