ECONOMIA DE COMBUSTÍVEL

Novo Boeing 737 MAX viabilizou hub no Ceará, diz Gol

Aeronave tem um consumo 15% menor de combustível e um alcance 15% maior em relação à frota atual

01:00 · 29.08.2018 por Yohanna Pinheiro - Repórter
AVIÃO GOL
O Boeing 737 MAX foi lançado oficialmente nessa terça-feira (28). As 135 aeronaves adquiridas pela companhia para renovação até 2027 serão essenciais para a competitividade da companhia

São Paulo. Lançada oficialmente na noite de ontem pela Gol Linhas Aéreas Inteligentes, a aeronave Boeing 737 MAX é mais econômico e, também por isso, foi um dos principais fatores que viabilizaram o estabelecimento do hub em parceria com a Air France/KLM no Aeroporto Internacional de Fortaleza, segundo afirmou o presidente da companhia, Paulo Kakinoff. "É através desse avião que nós conseguimos ter uma oferta de voos diretos internacionais a partir do Nordeste, o que não existia antes", destacou.

Com consumo 15% menor de combustível e alcance 15% maior em comparação à frota atual da companhia, Paulo Kakinoff destacou que as 135 aeronaves adquiridas pela companhia para renovação até 2027 serão essenciais para a competitividade da companhia, que hoje é líder nacional no mercado doméstico. As aeronaves irão operar, a partir de novembro, os voos diários da Gol para Miami e Orlando a partir dos hubs de Fortaleza e de Brasília.

Concorrência

Confrontado com a questão da concorrência com outras companhias que operam as mesmas rotas com aeronaves com classe executiva e aviões maiores, com dois corredores, o presidente foi enfático em destacar que o posicionamento da companhia é oferecer a melhor classe econômica. "No mundo, 90% das pessoas que viajam de avião vão na classe econômica", apontou.

As aeronaves que vão operar as rotas da companhia entre a Capital e a Flórida terão 186 assentos, mas nem todos serão ocupados. A classe Premium Economy, que ficará nas cinco primeiras fileiras de poltronas, terá o assento do meio bloqueado. A ideia é garantir mais conforto aos passageiros.

Bancos da manhã

De acordo com Celso Ferrer, vice-presidente de planejamento da Gol, todas as operações da companhia durante a manhã em Fortaleza serão focadas em concentrar e redistribuir os passageiros dos voos para os Estados Unidos.

"Serão passageiros vindos de Manaus, Belém, Salvador, Recife, Natal, São Luís e novos destinos que estão por vir", apontou o executivo.

*A jornalista viajou a convite da Gol Linhas Aéreas

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.