Montar lotérica custa cerca de R$ 30 mil - Negócios - Diário do Nordeste

Agência pronta sai mais caro

Montar lotérica custa cerca de R$ 30 mil

11.09.2006

Gustavo Pellizzon

Dispondo de recursos, que variam entre R$ 5 mil e R$ 30 mil, um empreendedor pode montar uma agência lotérica sem muitas dificuldades. Se optar por agilizar o processo, pode comprar uma já existente, mas o negócio sai mais caro: cerca de R$ 100 mil. Quem arrisca diz que o gasto compensa.

Montar uma agência lotérica não é uma das tarefas mais difíceis para um empreendedor, mas requer recursos para investimento, que variam de R$ 5 mil a R$ 30 mil. Esse preço é em caso de abrir uma unidade por licitação, podendo participar pessoa física ou jurídica. Já adquirindo uma já existente por meio de um empresário que queira vender, o valor é bem maior, a partir de R$ 100 mil, porém é um processo mais ágil.

Os gastos, porém, segundo a maior parte de quem arrisca no negócio, compensam. O investimento para abrir uma agência — valores baseados na última licitação em que o menor valor para a permissão era R$ 10 mil — é de aproximadamente R$ 30 mil, incluídos gastos com padronização, tarifa de permissão e demais investimentos de instalação.

No caso de uma Unidade Simplificada de Loterias — que se difere conceitualmente da casa lotérica por ser instalada somente em cidades onde não há agência convencional e por ter menor porte — o valor mínimo estimado é de R$ 5 mil, incluindo as mesmas despesas.

O dinheiro da permissão, descrito na proposta comercial apresentada pelo empresário, é pago no ato da assinatura do pré-contrato. Ainda de acordo com a última licitação, o vencedor teve de assinar no prazo máximo de oito dias, contados a partir da convocação.

O local para a instalação é identificado pela Caixa por meio de estudo de mercado e os equipamentos são fornecidos pela instituição, sob regime de comodato, sem ônus para o empresário lotérico.

Ele é remunerado pela comercialização dos produtos lotéricos, recebendo comissão variável conforme o produto. Nas loterias instantâneas, recebe 13%; enquanto nas de prognósticos, 9%. Pela prestação de serviços, são pagas tarifas variáveis.

O grau de instrução não é grande obstáculo para o investidor. É preciso ter 21 anos ou ser menor emancipado e ter concluído, no mínimo, a 4ª série do Ensino Fundamental.

Uma agência lotérica ou unidade simplificada comercializa todas as loterias federais, produtos da Caixa e atua na prestação de todos os serviços delegados pelo banco — que concede a permissão — como recebimento de contas de água, luz, telefone, carnês, prestações, faturas e documentos de convênios.

Luís Carlos de Freitas
especial para Economia

SERVIÇO - O passo-a-passo de como abrir uma casa lotérica pode ser visto na página da Caixa na Internet (www.caixa.gov.br), escolhendo a opção de site “Empresários Lotéricos”.




Comente essa matéria


Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999