DESENVOLVIMENTO DO TURISMO

Jeri terá Voucher Digital para traçar estratégias

Ferramenta inovadora chegará ao Estado em breve, segundo informou, ontem, o Ministério do Turismo

01:00 · 05.09.2018 por Ana Carolina Curvello - Repórter
Image-0-Artigo-2449099-1
Atualmente, Jericoacoara é um dos destinos turísticos do Brasil, recebendo visitantes de diversas regiões do País e também do exterior ( FOTO: MIGUEL DE PAULA )

Brasília (Sucursal). As mudanças digitais têm afetado profundamente o mercado de serviços e não seria diferente com o Turismo. Uma ideia inovadora no setor é o Voucher Digital, um sistema online que já foi implantado na cidade de Barreirinhas, no Maranhão, e que também será adotado em Jericoacoara, no Ceará. O município de Ilha Grande, no Piauí, também contará com a iniciativa.

"No caso de Jericoacoara, já conversamos com o Sebrae e com o prefeito para implementar a ferramenta no município", afirmou o coordenador da Rota das Emoções entre os estados do Maranhão, Piauí e Ceará, Luis Wagner Muniz.

No caso de Barreirinhas, onde já está em uso, o coordenador explica que o sistema online busca controlar a entrada e saída dos turistas que visitam o parque dos Lençóis Maranhenses, seu tempo de permanência, locais frequentados e o consumo de produtos e serviços. Todas as informações são inseridas em uma pulseira que possui um chip de dados do usuário e somente com seu uso o turista tem acesso aos passeios existentes.

Ele acrescenta que as informações dos turistas auxiliam o Poder Público Municipal a criar novas estratégias com vistas a melhorar a recepção dos visitantes, bem como exercer um maior controle fiscal sobre os produtos e serviços consumidos e aumentar sua arrecadação tributária. "O voucher é como uma ferramenta de ordenamento turístico, não uma ferramenta de acesso atrativo. Ele é eletrônico porque transforma todas as informações em dados. Só em julho, 33 mil turistas visitaram os lençóis maranhenses, a gente sabe de onde vem e quem são", explicou.

O voucher digital foi apresentado no evento Turismo Summit, promovido pelo Sebrae, Ministério do Turismo e a Embratur que termina hoje (5). Na ocasião, o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, ressaltou que a tecnologia gera muitos empregos para o setor, mas também exige mais investimentos. No encontro, foi firmada uma parceria entre o Ministério do Turismo, o Sebrae e a Embratur para ampliar os investimentos do setor. "Nos próximo sete anos, queremos ampliar a oferta de emprego em mais 2 milhões de vagas no setor de turismo", diz.

60 voos internacionais

O Ceará foi considerado pelo ministro como um bom exemplo do desenvolvimento econômico do turismo no Brasil. Segundo Lummertz, o número de voos internacionais deve chegar a 60 por semana em Fortaleza.

Entre os problemas, o ministro citou o entrave com o licenciamento ambiental que impede a captação de mais recursos para o setor. "A limitação continua sendo o ambiente de negócio e os licenciamentos. O Ceará está chegando numa nova era do turismo e deve vir acompanhado de um melhor mercado de negócio. O emprego vem com investimento, e o investimento vem com condições de licenciamento", alegou.

O ministro ainda ressaltou a pesquisa de hospitalidade feita pelo Ministério em que o Ceará aparece com 97,7% de aprovação, ficando atrás apenas do Mato Grosso do Sul, com 99,6%, seguido por Santa Catarina, com 99,2%, Rio Grande do Sul, com 98,6% e Paraná, marcando 98,5%. "O Brasil é um País que acolhe bem o turista, povo mais simpático do mundo", disse.

Na avaliação da presidente da Embratur, o Ceará é um destino importante para o Brasil. "Está se despontando a nível internacional não só por alguns investimentos que já houveram na rede hoteleira, mas também por empresas e por voos mais crescentes", informou Tetê.

Recursos

Segundo o ministro, também existe uma parceria com o BNDES, com R$ 5 bilhões já disponíveis para ampliar a oferta de recursos para a realização de projetos para o desenvolvimento do turismo no País. Desde julho deste ano, o Ministério tem visitado alguns Estados para apresentar o Prodetur+Turismo Itinerante, com intuito de oferecer consultoria especializada de projetos a gestores públicos e empresários interessados em captar recursos para investir no setor. "Estamos indo a cada estado para aumentar a velocidade de compreensão da disponibilidade desses recursos. O Ceará tem vários projetos e devemos ir ao Estado para fazer uma apresentação formal do programa", declarou.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.