Israel traz experiência para o Ceará - Negócios - Diario do Nordeste

Compartilhamento

Israel traz experiência para o Ceará

10.02.2014

Image-0-Artigo-1541864-1
O embaixador de Israel , Rafael Eldad, virá ao Ceará identificar os potenciais hídricos da região
FOTO: FABIANE DE PAULA

Referência nas áreas de agricultura e recursos hídricos, Israel quer trocar experiências com o Ceará. Nesta semana, o embaixador de Israel no Brasil, Rafael Eldad, virá ao Estado identificar os potenciais da região, apresentar e conhecer projetos em áreas diversas, com o intuito de ampliar a cooperação entre as respectivas economias. Dentre as áreas de interesse, o destaque são experiências nos campos agrícolas e de ampliação da oferta de água, incluindo as técnicas de reúso. Com mais da metade de seu território composto por áreas desérticas, Israel investe na dessalinização da água captada no Mar Mediterrâneo.

Outra inovação que o diplomata pretende apresentar ao Ceará é uma tecnologia desenvolvida por cientistas israelenses, para a criação de sementes tolerantes à seca. A técnica consiste na introdução de um gene resistente em ambientes áridos em sementes de milho, soja ou arroz. "Essa tecnologia pode ser aplicada a qualquer tipo de semente, devendo revolucionar a agricultura".

Reúso de água

De acordo com o secretário Nélson Martins, titular da Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA) do Ceará, o Estado deverá se beneficiar principalmente com as experiências bem sucedidas de Israel em reúso de água. Segundo ele, as técnicas aprendidas nesse campo deverão ser aplicadas na terceira etapa do projeto São José, que contará com R$ 30 milhões em recursos do Banco Mundial.

Em contrapartida, ele garante que "o Ceará também tem muitas experiências para socializar com Israel". "Temos um conjunto grande de tecnologias sociais, como o programa de produção de sementes resistentes à estiagem de alto padrão genético, ações com foco na universalização de água, vários projetos produtivos, além de projetos importantes como o Pronaf e o Garantia Safra", exemplifica.

Para presidente do Instituto Frutal, Euvaldo Bringel, o momento é propício para receber iniciativas inovadoras, tendo em vista a necessidade de recarga dos reservatórios que abastecem o Estado, para evitar problemas na produção agrícola.

Segundo Bringel, mesmo com ações no Estado e propostas para trabalhos de ampliação da oferta de água, visando garantir a segurança hídrica do Ceará, é importante buscar novos mecanismos para o reúso de água na agricultura.

"Na fruticultura já incorporamos muitas técnicas, mas há culturas mais antigas, como o arroz, que precisam avançar tecnologicamente. Será uma ótima oportunidade de atualizar informações sobre as técnicas que Israel utiliza para o reúso eficiente de águas", argumenta.

Inovação

Utilizar a inovação de maneira mais eficiente para garantir o aumento da competitividade e o crescimento econômico é o objetivo primordial do Ceará, segundo o professor e consultor da Universidade Bem-Gurion, de Israel, Raphael Bar-El, que há mais de um ano desenvolve o programa Universidade Empresa (Uniempre), em parceria com a Casa da Indústria.

"O Ceará tem um potencial alto, favorável à inovação que não existe noutros países. Empresários, governantes e a academia estão conscientes que sem inovação não vão avançar na economia. Eles sabem do papel dos jovens, como base para criar o espírito inovador nas empresas. Também existem várias fontes de financiamento, mas que ainda não são totalmente utilizadas por questões de organização e burocracia. Então o que falta é harmonizar esse processo para não perder o potencial existente", defende Bar-El.

Comente essa matéria


Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999