sana

Grandes marcas apostam no live marketing

Completando 18 anos, o Sana é um dos grandes propulsores dessa tendência para marcas cearenses

01:00 · 09.07.2018
Estudantes e marcas interagem durante o evento, que tem foco o mundo nerd, geek e otaku, segmentos que foram unidos há 18 anos com a criação do Sana

Conquistar e engajar clientes mantendo as vendas lucrativas é uma batalha diária das empresas brasileiras, especialmente em tempos de crise econômica. Um dos mecanismos que as empresas têm apostado para vencer esse momento é o chamado "live marketing" com novos públicos, dentro de eventos, feiras e congressos.

Paralelo a essa tendência, o mundo nerd, geek e otaku se uniu em um mercado promissor que, mesmo em momentos de crise, não para de crescer. Há 18 anos, o Sana tem sido palco agregador desse público jovem interessado nestes três segmentos que hoje ganham o nome de cultura pop.

Pensando nisso, grandes empresas cearenses estão apostando na participação em eventos desse segmento. Com investimentos em live marketing, as empresas conseguem aumentar o awareness da marca, fazendo com que ela seja lembrada de forma positiva no processo de compra.

A Unifor, por exemplo, é uma das que perceberam esse potencial e inovaram na forma de se relacionar com seu público. Por meio do Sana, que atualmente reúne 100 mil visitantes por ano, a empresa promove a experiência do público jovem com a marca Unifor, ampliando seu potencial em meio a um novo nicho segmentado.

De acordo com o professor Henrique Sá, Vice-Reitor de Ensino de Graduação da Universidade de Fortaleza, o Sana é um evento voltado ao público jovem e em essência também é um dos segmentos-alvo da Universidade de Fortaleza. Por isso mesmo, a Unifor investe em ações no Sana, para estar próxima e promover interação do público jovem com sua marca.

"Com as nossas ações no Sana, procuramos atingir também os demais públicos que visitam o evento, como os pais, formadores de opinião e egressos que possam se interessar por nossos cursos de pós-graduação. Além disso, aproveitamos para divulgar o Espaço Cultural Unifor, patrimônio turístico de Fortaleza", explica Henrique.

Para o vice-reitor, as ativações de marca que a Unifor realiza no Sana são mais institucionais, com caráter de recall.

"Queremos ser lembrados como oportunidade única e também ao alcance de todos. E temos tido, ao longo desse pouco tempo de participação da Unifor no Sana, feedback de potenciais alunos com consideráveis elogios a ações que fizemos por lá. As ativações que a Universidade promove dentro do Sana são sempre muito lúdicas. Ali proporcionamos atividades de experiência únicas, como dança de salão, escaladas, saltos com cordas elásticas etc. Para 2018, estamos planejando ações ainda mais incríveis. Mas, será preciso passar no estande para conferir", revela Henrique.

Para Fernando Freitas, gerente de Produtos da Nagem, a participação dentro do Sana é estratégica no processo de ampliação da marca em Fortaleza. "Não poderíamos ficar de fora do maior evento de Cultura Pop e Geek do Norte/Nordeste do Brasil, é uma oportunidade de aproximação com nosso público-alvo em um momento de descontração, aliando a marca dentro do contexto do mundo Geek. Como ponto de vendas dos ingressos, temos um movimento extra nas lojas que obviamente conseguimos converter em vendas incrementais, mas existe também um ganho a médio e longo prazo da associação da nossa marca ao Sana, seu público e conceito", avalia Fernando.

No ano de 2017, mais de 70 empresas de médio e grande porte do Nordeste ativaram suas marcas durante o Sana. Segundo Igor Lucena, diretor do evento, isso acontece porque as empresas perceberam na feira uma oportunidade de testar novos produtos e serviços com o público jovem.

Além disso, o clima de diversão dentro do evento é mais propício para fidelizar clientes, realizar promoções e atingir o coração dos consumidores. "No Sana não vendemos um evento, vendemos uma experiência para o público, e os nossos parceiros já enxergaram isso", explica Igor.

De acordo com o último Estudo sobre Live Marketing no Brasil, divulgado pela AMPRO (Associação de Marketing Promocional), o setor movimenta R$ 43,9 bilhões no País. Entre as ferramentas mais utilizadas no último ano destacaram-se os eventos, feiras e congressos como melhor opção para 77% das empresas.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.