Revitalização do equipamento

Governo abre licitação para obras no Teleférico de Ubajara

O projeto faz parte do Prodetur, que prevê a aplicação de US$ 150 milhões em serviços ligados ao turismo no Ceará

Após a assinatura da ordem de serviço para o início das obras no Teleférico do Parque Nacional de Ubajara, prevista para o próximo mês de setembro, o governo estadual espera concluir os serviços em 12 meses ( FOTO: MARCELINO JÚNIOR )
01:00 · 16.06.2017 / atualizado às 08:45 por Levi de Freitas - Repórter

O Governo do Estado abriu licitação para a execução das obras de Reforma e Modernização do Teleférico do Parque Nacional de Ubajara. A estimativa é aplicar no projeto parte dos US$ 150 milhões obtidos junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

A obra faz parte do Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur), financiado pelo BID. A reforma inclui ainda a melhoria das áreas de estação superior e inferior. As informações foram publicadas no Diário Oficial do Estado (DOE) do último dia 12.

A licitação está aberta a todos os concorrentes oriundos de países elegíveis do banco. A Secretaria do Turismo do Estado do Ceará (Setur) receberá as propostas. O governo exige de garantia da proposta pelos interessados a soma de R$198.799,62. As intenções serão aceitas até às 9h do próximo dia 18 de julho.

De acordo com o DOE, o concorrente poderá apresentar proposta individualmente ou como participante de um joint venture e/ou consórcio.

A obra de reforma e modernização do Bondinho de Ubajara não estava inserida na matriz original do Prodetur. Conforme a coordenadora do Programa, Juliana Brauner, foi no aniversário de 40 anos do equipamento, em 2015, em que ele precisou ser fechado por questões de segurança. "Sabendo da importância do bondinho para o turismo da região e do Estado, a Setur solicitou ao BID a inclusão da obra na Matriz de Investimento do Prodetur. Somente em novembro de 2015, o pedido foi atendido. Ao longo de 2016, a Setur elaborou o projeto executivo da obra; conseguiu as liberações de licenças ambientais do ICMBio e do Ibama; e a elegibilidade da reforma proposta perante o BID, organismo cofinanciador do Prodetur. Só então foi possível dar início ao trâmite licitatório, que está marcado para 18 de julho", explicou Juliana Brauner.

Outras ações

De acordo com ela explica, a Matriz de Investimento pactuada entre o BID e o Governo Federal, através da Secretaria de Assuntos Internacionais (SEAIN), possui direcionamento para todo o investimento.

Nesse contexto, a região da Ibiapaba foi contemplada com as ações de modernização do Teleférico de Ubajara; alargamento da CE-187 entre Tianguá e São Benedito; capacitação da mão de obra local; promoção e publicidade do polo; e ações de gestão ambiental.

"O Bondinho de Ubajara receberá investimento de US$ 2,86 milhões. A obra contará com renovação das cabines; recuperação da estrutura metálica da estação superior; modernização das estruturas e equipamentos eletrônicos e mecânicos; recuperação da coberta da estação inferior; construção de banheiros nas estações superior e inferior; reforma da estrutura de apoio existente na estação superior; urbanização da estação superior com construção de mirante com rampas de acesso e escadaria", detalha.

Ordem de serviço

A previsão de assinatura da Ordem de Serviço para execução das obras é setembro de 2017. A conclusão deve ser em 12 meses, conforme perspectivas do governo estadual.

Além das ações de Ubajara, restam ainda duas intervenções que aguardam aprovação para poder sair do papel e entrar no rol das obras contempladas pelo Programa de Desenvolvimento do Turismo.

"O Prodetur está em execução desde 2010 e já implementou diversas ações de infraestrutura, valorização de destinos, promoção e publicidade do turismo no Ceará. Ao todo, 93% das ações previstas no programa já estão em andamento. Só falta a aprovação de elegibilidade de duas obras: Pavimentação e Drenagem do Porto das Dunas e Saneamento Básico da Vila Cumbuco. As duas serão concluídas até agosto de 2018", enfatizou Juliana Brauner.

O governo do Estado do Ceará foi o primeiro a assinar o contrato de financiamento internacional do Prodetur, em novembro de 2010.

O Programa, segundo informou o Ministério do Turismo (MTur), "tem o objetivo de assegurar o desenvolvimento turístico sustentável e integrado, proporcionar melhorias às condições de vida da população local, aumentar as receitas do setor e melhorar a capacidade de gestão da atividade em áreas de expansão e de potencial turístico".

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.