em relação à gasolina

GNV sobe, mas ainda garante economia em Fortaleza

01:00 · 31.08.2018
Image-0-Artigo-2447295-1
Pesquisa direta realizada pela reportagem em dez postos de Fortaleza mostrou que, onde o GNV era vendido, o preço era de R$ 3,39/m³ ( FOTO: RODRIGO GADELHA )

Mesmo sofrendo efeito da variação cambial, o Gás Natural Veicular (GNV) continua competitivo quando a comparação é a utilização da gasolina em veículos populares de passeio. A reportagem do Diário do Nordeste realizou uma pesquisa direta em dez postos de Fortaleza e verificou que, nos locais onde o GNV era vendido, o preço era de R$ 3,39/m³. A última alteração de preço foi há cerca de um mês.

O valor apurado ficou acima do preço médio divulgado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), de R$ 3,248/m³. Ainda conforme a pesquisa da ANP, o valor máximo é de R$ 3,38/m³.

A competitividade do GNV em relação à gasolina foi confirmada pela Companhia de Gás do Ceará (Cegás). A instituição afirma que dependendo do modelo do carro e da taxa de uso, a economia ante o consumo de gasolina pode chegar a até 50% do orçamento mensal.

Conversão

Foi pensando na economia relativa ao gasto com combustível que o bancário Michel Nobre, de 37 anos, decidiu converter um dos carros da família para o uso do GNV. Com poucas semanas de uso após a conversão do veículo, ele afirma que já sente a diferença do gastos, mesmo que no posto onde eles estava abastecendo o preço tenha subido cerca de 20% no último mês.

"Tinha dois carros e converti um para GNV justamente na intenção de reduzir meus custos. Eu não levei em consideração apenas o preço do combustível, mas também tem um licenciamento a menos e outras coisas, mas é, além disso, eu já noto a diferença em relação a gasolina, e só comecei a usar GNV há algumas semanas", diz.

Possível redução

No entanto, segundo a pesquisa da ANP, o valor máximo é de R$ 3,38/m³. Já a Cegás afirmou que está trabalhando para reduzir o preço do GNV local, para que não haja perda de competitividade. No dia 14 de agosto, a Cegás abriu uma chamada pública para aquisição de gás natural para tentar baratear o combustível, fornecido pela Petrobras.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.