75,8 mil turistas

Feriadão vai gerar renda de R$ 150,1 mi para o Ceará

01:00 · 07.09.2018 / atualizado às 13:28
Image-0-Artigo-2450437-1
Canoa Quebrada está entre os destinos mais procurados. O local, que receberá um evento no feriado, deve atingir 100% de ocupação hoteleira ( FOTO: THIAGO GADELHA )

O feriado prolongado neste 7 de setembro, dia em que é comemorada a Independência do Brasil, deve atrair 75.894 turistas ao Ceará, via Fortaleza, gerando uma renda de R$ 150,1 milhões. O valor é 15,89% superior ao registrado em igual período de 2017, aponta levantamento divulgado, ontem (6), pela Secretaria do Turismo do Estado (Setur). Já o número de turistas terá um crescimento de 12,82% na mesma base de comparação.

Com o crescimento no número de visitantes e na renda, a receita turística também deve saltar 15,89%, passando de R$ 74 milhões para R$ 85,8 milhões. Já a taxa média de ocupação hoteleira do Ceará, diz a Setur, chegará a pelo menos 86,1%, ficando 5,62% superior à taxa registrada em 2017.

A rede hoteleira de Fortaleza deverá receber 39.465 turistas nacionais e internacionais, número 8,64% acima de 2017. A taxa de ocupação hoteleira em Fortaleza, até a data do levantamento, chegou aos 86,08%. Sendo mais demandados os flats (91,71%) e os hotéis (86,75%).

Principais destinos

Fora da Capital cearense, os destinos mais visados pelos turistas são Jericoacoara, cuja taxa de ocupação prevista é de 94,12%; e Canoa Quebrada, com 93,45%. "Acredito que locais como Canoa, que vai receber um evento no feriado, vão ter uma ocupação de 100%. Jeri também deve chegar a esse pico", projeta o coordenador de Desenvolvimento dos Destinos e Produtos Turísticos da Setur, Valdo Mesquita. Para ele, a escalada do dólar e o incremento da malha aérea, viabilizada pelo hub da Air France-KLM e Gol, impulsionaram o turismo no Estado.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.