R$ 5 trilhões

Dívida do País atinge recorde de 75,9% do PIB

01:00 · 31.05.2018

Brasília. Em meio às dificuldades do governo para pôr as contas públicas em ordem, a dívida bruta do Brasil superou os R$ 5 trilhões pela primeira vez na história. Dados divulgados, ontem (30), pelo Banco Central (BC) mostraram que a dívida atingiu R$ 5,05 trilhões em abril, o que equivale a 75,9% do Produto Interno Bruto (PIB). O porcentual também é recorde.

A dívida bruta do governo geral - que abrange governo federal, governos estaduais e governos municipais, excluindo Banco Central e empresas estatais - é uma das principais referências para avaliação, por parte das agências globais de classificação de risco, da capacidade de um país pagar suas dívidas. Na prática, quanto maior a dívida bruta, maior o risco de insolvência.

No Brasil, a dívida bruta vem em trajetória de alta nos últimos anos, em função dos péssimos resultados fiscais e do desempenho fraco do PIB. No melhor momento da série histórica do BC, verificado em dezembro de 2013, a dívida bruta chegou a ser de 51,5% do PIB. Desde então, houve uma disparada.

Cenário

"A dívida bruta permanece em trajetória de crescimento, decorrente dos resultados primários", confirmou o chefe do Departamento de Estatísticas do BC, Fernando Rocha. Em abril, o setor público brasileiro ainda obteve um superávit primário de R$ 2,90 bilhões.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.