até 70%

Crédito: Caixa eleva teto para usados

01:00 · 15.02.2018

A Caixa anunciou que voltou a aumentar o financiamento de 50% para 70% dos imóveis usados. Dessa forma, a exigência da entrada para financiar um imóvel dessa categoria, diminuiu de 50% para 30%. Para quem for adquirir uma unidade nova, o percentual de 80% do financiamento foi mantido.

A linha pró-cotista é a que atualmente cobra os menores juros, isso se você não faz parte do programa Minha Casa, Minha Vida. Essa modalidade de crédito é voltada para os trabalhadores com conta de FGTS e oferece taxas de juros que varia de 7,85% a 8,85% ao ano.

Para ter acesso a essa modalidade, você precisa comprovar, no mínimo, 36 meses de trabalho sob o regime do FGTS, ou o saldo em conta vinculado, de no mínimo 10% do valor da avaliação do imóvel. Além disso, você não pode ser proprietário de imóvel no município ou região metropolitana onde mora ou trabalha e nem ser detentor de nenhum financiamento no SFH em qualquer parte do País, seja imóvel novo ou usado.

De acordo com o diretor executivo da Associação Brasileira dos Mutuários da Habitação (ABMH) em Pernambuco, Felipe Borba Britto Passos, além dessas regras, também deve-se observar que o limite do valor do imóvel varia de acordo com o estado da federação.

"Não podendo ter valor superior a R$ 950 mil para os estados de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, além do Distrito Federal, e R$ 800 mil para os demais estados", completa.

No ano de 2017, foi disponibilizado para Caixa Econômica Federal o total de R$ 6 bilhões para atender às demandas pendentes e as novas demandas, conforme Felipe Borba Britto Passos.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.