Correios chega a 5,9 mi de entregas - Negócios - Diário do Nordeste

350 de serviço

Correios chega a 5,9 mi de entregas

26.01.2013

Empresa contratou mais de 14,8 mil profissionais nos últimos anos em todo o País, sendo mais de 500 no Ceará

O serviço postal brasileiro comemorou ontem 350 anos de atividades, dos quais os últimos dez foram marcados por grandes desafios como a adaptação às exigências do novo cenário de encomendas postais com o crescimento do e-commerce. No Ceará, a empresa comemorou a data no buffet La Maison Dunas e contou com a presença de clientes, parceiros, autoridades locais e funcionários.


As cartas, as malas diretas, faturas e cartões-postais correspondem à maioria dos serviços prestados, o que totalizaram199 milhões Foto:Miguel Portela

No ano passado, os Correios distribuíram 5,9 milhões de encomendas no Ceará, sendo 494,9 mil a média mensal e 22,4 mil cargas por dia. Em 2011, os números eram de 4,8 milhões, 404,6 mil e 18,3 mil, respectivamente. Já as encomendas postadas fecharam 2012 com 3 milhões, sendo 250,7 mil mensais e 11,3 mil diárias.

Embora tenha tido um crescimento de 20% na postagem e de 50,73% na distribuição entre os anos de 2010 a 2012 no Ceará, as mensagens (carta, mala direta, fatura e cartão-postal) correspondem à maioria dos serviços prestados pelos Correios, terminando o ano passado com 199 milhões distribuídas.

"Começamos trabalhando com cartas e telegramas e as encomendas eram um dos nossos segmentos de negócios. Ele não é monopólio e nós temos outros concorrentes. Com a chegada do comércio eletrônico, os Correios são o maior distribuidor do segmento e, por isso, criamos o E-Sedex em 2009, que tem um preço diferenciado e uma interação por meio de um sistema com as empresas que vendem", conta o diretor regional da empresa, Haroldo Aragão.

Paralelo a isso, Haroldo destaca como grande revolução a implantação do banco postal em 2002, que começou com o Bradesco e hoje atua em parceria com o Banco do Brasil. "Ele é um grande apoiador nessas operações. Com o Banco Postal no interior e nas classes mais baixas, muitos tiveram acesso ao cartão de crédito", comemora.

Maiores desafios

Para acompanhar o crescimento do mercado, entre os grandes obstáculos ultrapassados pela instituição atualmente e ao longo dos anos, destaca-se o da segurança na logística. "Temos que nos adaptar ao formato dos nossos veículos, já que muito desses objetos transportados são frágeis. Antes as pessoas não arriscavam mandar coisas que quebravam pelos Correios e hoje elas mandam", afirma Haroldo. "O item segurança é extremamente desafiador e os Correios sofre isso tudo. A gente tem que ter parcerias com os órgãos de segurança", completa.

Concorrência

Ao mesmo tempo em que o transporte de mercadorias cresce com a chegada do comércio eletrônico, aumenta ainda o número de empresas atuantes no setor logístico. Com isso, embora seja líder no setor, um outro desafio da empresa é driblar a concorrência. "A gente tem que se mexer, o que a gente fazia ontem não se faz hoje. Temos que ter segurança para atravessar as estradas", afirma Haroldo, ressaltando as "grandes parcerias com grandes sites de vendas de comércio eletrônico".

Investimentos

Outra contribuição para driblar a concorrência e garantir a melhoria na logística da empresa foi o investimento em 272 novos veículos somente no ano passado no Estado. Para isso, foram gastos R$ 557 mil. Atualmente, a instituição atua no Ceará com 490 veículos.

Logística

272 novos veículos foram adquiridos pelos Correios nos últimos 12 meses para aprimorar o transporte das postagens. O investimento foi de R$ 557 mil

Carteiros vão utilizar smartphones nas entregas

Visando aprimorar a entrega e facilitando o acompanhamento das entregas pelos clientes, em 2013 os carteiros dos cearenses dos Correios devem adentrar na era digital por meio de smartphones. Conforme o diretor regional da instituição, Haroldo Aragão, a experiência já está sendo realizada em Bauru, São Paulo.

O uso dos aparelhos celulares vai funcionar de forma que, após a entrega da mercadoria ou correspondência, o carteiro utilize a plataforma para registrar a entrega e o cliente poderá conferir o status da encomenda via web.
Outra função do smartphone será registrar o aviso de recebimento por meio de uma fotografia. “O carteiro vai fotografar a assinatura do aviso de recebimento”, explica Haroldo.

A empresa também utilizará os aparelhos para mapear o roteiro feito pelos carteiros, permitindo assim um melhor monitoramento do tempo e o seu aperfeiçoamento, melhorando a logística como um todo.

Licitação

Atualmente, o processo de implantação encontra-se em processo licitatório em Recife, capital que deverá cuidar da distribuição dos aparelhos celulares em todo o Nordeste. O ceará deverá receber 1.400 smartphones, mesmo número de carteiros atuantes no Estado.

Telefonia móvel virtual

Ao mesmo tempo em que completam 350 anos, os Correios passam por um grande processo de mudanças e modernização. A lei 12.490/11 permitiu à empresa diversificar seus negócios para que possa atuar em outras áreas. Um dos novos projetos da instituição prevê o ingresso no mercado de telecomunicações, por meio da oferta do serviço de telefonia móvel virtual. Outra meta da empresa é atuar no exterior. Também ainda neste ano, a estatal vai abrir seu primeiro escritório fora do país, em Miami, nos Estados Unidos.

Comente essa matéria


Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999