coluna

Stand: vendas da indústria de materiais sobem 6,2%

00:00 · 14.09.2017

As vendas da indústria de materiais de construção no País em agosto cresceram 6,2% em comparação com julho. Entretanto, em relação ao mesmo mês de 2016 registraram queda de 2,9%. No ano, as vendas baixaram 6,1%, enquanto no acumulado de 12 meses a queda totalizou 7,8%.

As informações foram divulgadas ontem, pela Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat). Os dados são deflacionados. A notícia negativa é que, com a queda na comercialização de materiais, a indústria seguiu cortando funcionários. A quantidade de pessoas empregadas no setor em agosto registrou queda de 5,3% frente a agosto de 2016. No ano e em 12 meses, as baixas foram, respectivamente, de 6,2% e 6,7%. A Abramat avaliou através de nota que a redução do mercado em 2017 deverá girar ao redor de 5% a 6%, conforme o previsto. A associação também destacou que a queda de vendas de materiais de base tem sido um pouco maior que a dos materiais de acabamento, refletindo a redução no início de novas obras de infraestrutura e edificações.

Metais

Image-0-Artigo-2296334-1
Desenvolvida pelo Roca Design Center, de Barcelona, e voltada para o segmento médio luxo, a nova linha L20 da Roca traz soluções completas para a cozinha e salas de banho. As linhas são robustas, contemporâneas que se adequam a diferentes perfis de cômodos. Os itens também permitem maior economia de água e energia elétrica.

Seguros

Com o crescimento do mercado imobiliário, a procura pelo seguro de Construção Civil cresceu cerca de 30% ante o ano passado em alguns casos. Segundo a Bidon, franquia que atua no segmento de seguros, o setor da construção civil começou a dar os primeiros sinais de retomada, mesmo que de forma lenta.

Exportação

O Grupo Eliane, empresa responsável pelas marcas Eliane Revestimentos, Decortiles e Eliane Tec, mira na exportação e vai participar da 35ª edição do Salão Internacional da Cerâmica para a Arquitetura e Construção, que acontece de 25 a 29 de setembro em Bologna, Itália.

Ritmo de queda das vendas de cimento desacelera No período janeiro a agosto de 2017, as vendas de cimento no mercado interno totalizam 35,7milhões de toneladas, de acordo com dados preliminares da indústria. O volume representa uma queda de 8,0% frente a igual período do ano passado. Em 12 meses, as vendas acumuladas totalizaram 54,3 milhões de toneladas, 8,8% menores que nos 12 meses anteriores (set/15 a ago/16). O presidente do Sindicato Nacional da Indústria do Cimento, Paulo Camillo Penna, avalia que os resultados das vendas acumuladas até agosto, mostraram leve melhora, quando comparados com os dados divulgados em julho, sinalizando desaceleração no ritmo da queda.

Image-1-Artigo-2296334-1

imoveis@diariodonordeste.com.br

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.