Coluna

Stand: Fundos imobiliários são opção para renda variável

00:00 · 20.04.2017

Em 2016, os fundos imobiliários se valorizaram 32,3%. O surpreendente desempenho fez crescer as expectativas de que, em 2017, podem repetir o feito, principalmente diante do cenário de queda dos juros, que motiva o investidor a sair da zona de conforto. Os fundos imobiliários (FII) são investimentos de renda variável e funcionam como ações, mas, em vez de empresas, o aporte é em imóveis. Dentro do fundo, cada investidor tem uma cota correspondente ao montante aplicado, que rende um valor mensal. Para os que cogitam imóveis como forma de investimento, optar por um fundo imobiliário pode ser vantajoso, já que dispensa a saga por longos financiamentos ou a necessidade de juntar uma enorme quantia de dinheiro. Geralmente, uma cota de um fundo imobiliário não passa de R$ 4,5 mil. Os FII são isentos de taxa de imposto de renda no valor do rendimento. As vendas das cotas com lucro, porém, são taxadas em 20%. Há ainda a taxa de administração. Com mais uma queda na Selic, hoje em 11,25% ao ano, os FII ganham atratividade frente às aplicações tradicionais de renda fixa.

Quem gosta de decoração e quer renovar o ambiente onde mora sem muita quebradeira, sujeira e gastos tem no drywall uma ótima opção. Além de mais econômico, este sistema de construção a seco tem entre suas vantagens a versatilidade na manutenção, na mudança de layout e na estética. Sancas, tetos em curva, flutuantes ou recortados para iluminação embutida, mobiliários, detalhes decorativos. As possibilidades que o drywall oferece são inúmeras. "Executar essas possibilidades com o drywall é muito mais fácil do que com o gesso convencional, pois o drywall não possui o risco de fissuras, trincas ou amarelamentos", explica Omair Zorzi, gerente técnico da Knauf do Brasil, fabricante de drywall.

Image-1-Artigo-2230687-1

Aluguel

O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), usado para reajusta a maioria dos contratos de aluguel, teve queda de 0,99% na 2ª prévia de abril, ante avanço de 0,08% na 2ª prévia de março. A informação foi divulgada ontem (19) pela Fundação Getúlio Vargas. No dado fechado do mês passado, o IGP-M teve alta de 0,01%.

Image-0-Artigo-2230687-1

Lançamentos

A MRV Engenharia - maior parceira do programa Minha Casa, Minha Vida - lançou empreendimentos cujo Valor Geral de Vendas (VGV) somou R$ 1,2 bilhão no 1º trimestre de 2017, alta de 24,5% em relação a igual período de 2016. O volume foi o maior já lançado pela companhia entre os meses de janeiro e março.

Novo conceito

Com o empreendimento Praça da Luz, em construção no bairro de Fátima, em Fortaleza, a Diagonal aposta no novo conceito de moradia integrada a conveniência. Em uma área total de 9.518m², As três torres residenciais abraçam uma iluminada e estruturada praça comercial cercada de 18 lojas.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.