Coluna

Gestão Ambiental: sem calor com economia

maristela

Gestão Ambiental

MARISTELA CRISPIM

01:00 · 28.03.2018

Apesar de o ar-condicionado ser um dos piores vilões da conta de luz, é possível usá-lo e fazer certa economia de energia. Basta ligá-lo junto com o ventilador - sobretudo o de teto. Segundo a Proteste, quando os dois trabalham em conjunto, pode-se economizar, pelo menos, de 3% a 5% por grau centígrado. Ou seja, o aumento de 1ºC no termostato do ar-condicionado permite uma poupança de eletricidade de até 5%; a subida de 2ºC, até 10%; e assim por diante. Se ajustar o split para 18ºC e não ligar o ventilador de teto, a sensação térmica será de 18ºC. Ligando o ventilador ao mesmo tempo, pode-se aumentar a temperatura do ar-condicionado para 20ºC, mantendo a sensação térmica de 18ºC e economizando cerca de 10%. Isso porque o ventilador faz com que o ar frio se arraste com maior velocidade no corpo de quem estiver no ambiente. Isso promove maior perda de calor, reduzindo a sensação térmica.

Image-0-Artigo-2379368-1
A porção de águas marinhas protegidas no Brasil passa de 1,5% a 25%, o que permite ao País cumprir um acordo internacional que prevê a proteção de 17% das águas marinhas e costeiras até 2020. O governo federal publicou o Decreto que cria a Área de Proteção Ambiental (APA) e o Monumento Natural (Mona) do Arquipélago de Trindade e Martim Vaz e Monte Colúmbia, respectivamente com 40,2 mi de hectares e 6,9 mi de hectares, no Espírito Santo. Um segundo Decreto institui a APA e o Mona do Arquipélago de São Pedro e São Paulo, respectivamente com 40,7 mi de hectares e 4,2 mi de hectares, em Pernambuco.

Biodiversidade

A biodiversidade continua a diminuir no mundo, reduzindo a capacidade da natureza contribuir para o bem-estar das pessoas. Essa tendência coloca em risco as economias, os meios de subsistência, a segurança alimentar e a qualidade de vida em todos os lugares, segundo quatro relatórios científicos publicados por mais de 550 especialistas de mais de 100 países.

Frio extremo

Um trio de pesquisadores americanos afirma que a série de tempestades de inverno que têm se abatido sobre a Costa Leste dos EUA nos últimos anos, com recordes de acúmulo de neve e apelidos como "snowzilla" e "snowmageddon", pode ter relação direta com o aquecimento anormal da região ao redor do Polo Norte.

"É este tipo de política multissetorial que pode achar o caminho para um desenvolvimento mais sustentável"

Carlos Alfredo Joly
Pesquisador da Unicamp

Bom

Caatinga

A Assembleia Legislativa do Ceará (ALCE) e o Governo do Estado lançaram, ontem, a II Conferência da Caatinga. Com o tema "Desenvolvimento Humano e Sustentabilidade", ela será realizada de 19 a 21 de junho, para propor estratégias de desenvolvimento humano e sustentabilidade.

Mau

Emissões

As emissões de carbono da humanidade voltaram a subir em 2017, após três anos sem crescer e esperanças de que tivessem atingido seu pico. A Agência Internacional de Energia (IEA) confirmou, na semana passada, que o mundo jogou 1,4% mais carbono no ar no ano passado do que em 2016.

Erradicar a pobreza, a fome e a desnutrição que afetam os povos indígenas é o principal objetivo do trabalho conjunto a ser desenvolvido pelo Fundo para o Desenvolvimento dos Povos Indígenas para a América Latina e o Caribe (Filac) e pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO).

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.