Coluna

Gestão Ambiental: poluição mata 7 mi ao ano

maristela

Gestão Ambiental

MARISTELA CRISPIM

01:00 · 09.05.2018

A OMS divulgou atualização das estimativas sobre a exposição e mortes causadas pela poluição atmosférica, em ambientes externos e domésticos. Segundo os dados, nove em cada dez pessoas vivem em lugares onde respiram poluentes, em especial o material particulado (MP), em concentrações acima das recomendadas. Estas partículas, principalmente as menores, vão parar nos pulmões, com as mais "finas" chegando a entrar na corrente sanguínea, o que leva à ocorrência de doenças respiratórias e cardiovasculares responsáveis pela morte de sete milhões de pessoas anualmente.

Image-0-Artigo-2397131-1
Dos representantes de 190 países, reunidos em Bonn para nova rodada de negociações do Acordo Climático de Paris, 23 foram avaliados pelo Climate Action Tracker. A análise, que se concentrou nos maiores emissores de gases de efeito estufa, mostra que, embora haja progressos desde a última Conferência do Clima, de 2017, as políticas da maioria dos governos ainda não estão no caminho para cumprir os compromissos. No caso do Brasil, há uma inflexão na curva do desmatamento e emissões resultantes. 

Lixo no esgoto

A Cagece faz nova limpeza na tubulação de grande diâmetro da rede coletora de esgoto da Beira-Mar, ação de manutenção preventiva do chamado Interceptor Leste, coletor que encaminha para tratamento o esgoto dos bairros Papicu, Aldeota, Praia do Futuro e Mucuripe. Em duas semanas, quase 120 toneladas de resíduos foram retiradas das tubulações. No total, já foi percorrido quase 1Km de tubulação.

Gás natural

A Cerâmica Brasileira (Cerbras) é a primeira indústria do Brasil a usar Gás Natural Renovável (GNR ou biogás) canalizado no processo produtivo. Ela faz parte de cadeia produtiva que envolve empresas públicas e privadas para a primeira injeção de gás renovável em rede de gasodutos que fornece o produto para clientes, industriais, comerciais, residenciais e veiculares.

"Muitos desafios ambientais que o mundo enfrenta hoje, especialmente as mudanças climáticas, podem ser atribuídos a uma causa fundamental: o pensamento de curto prazo"

Erik Solheim
Chefe da ONU Meio Ambiente

Bom

Prorrogação

A Petrobras prorrogou até 3 de junho, o prazo para inscrição de projetos para patrocínio do Programa Petrobras Socioambiental. A companhia investirá até R$ 180 mi em projetos sociais e ambientais, com valores individuais entre R$ 500 mil e R$ 6 milhões.

Mau

Botos em perigo

Duas espécies de botos estão sumindo na região amazônica e podem ser extintas, o boto-cor-de-rosa (Inia geoffrensis) e o boto-preto, conhecido também como tucuxi (Sotalia fluviatilis). É o que mostra relatório assinado por especialistas do Inpa e UFA.

Será realizada, amanhã, às 9h, no auditório do Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento de Medicamentos, da UFC, a palestra "Os impactos da Lei da Biodiversidade nas atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I)", com a assessora da vice-presidência de Pesquisa e Coleções Biológicas da Fiocruz, Manuela da Silva.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.