Coluna

Gestão Ambiental: Episódio preocupante

maristela

Gestão Ambiental

MARISTELA CRISPIM

01:00 · 01.11.2017

Na sexta-feira (27), criminosos incendiaram as sedes do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) em Humaitá (Amazonas). O ataque ocorre no momento em que, se por um lado, os órgãos ambientais retomam seu poder de fiscalização, o que foi crucial para a redução da taxa de desmatamento em 2017, por outro, o orçamento da área ambiental é ameaçado de novos cortes. Segundo os novos dados do Sistema de Estimativas de Emissões de Gases de Efeito Estufa (Seeg), o desmatamento cresceu em 2016 e fez com que as emissões desses gases aumentassem, mesmo em ano de recessão no País. Se tentativas de intimidação como essa não forem combatidas, podem gerar mais desmatamento e mais emissões.

Image-0-Artigo-2317945-1
O governo federal poderá cortar, em 2018, metade das verbas destinadas às unidades de conservação (UCs), segundo comparação entre os projetos de lei do orçamento de 2017 e de 2018. Pelo estudo realizado pela WWF-Brasil e pela Associação Contas Abertas, o orçamento previsto para o Ministério do Meio Ambiente (MMA) é de R$ 3,278 bilhões, cerca de meio bilhão a menos do que em 2017 e 29% menor do que a média da última década. E o ICMBio pode amargar 52% menos verba em 2018. Segundo estudo lançado pelo WWF-Brasil, veículos elétricos - sejam 100% ou híbridos - são mais eficientes, econômicos e menos poluentes do que os tradicionais, com motor a combustão interna. Os elétricos também geram cerca de 28% menos custos de manutenção.

O2017

A busca de soluções e de debates qualificados ganha relevância e poderá ser vista, em Fortaleza, durante a VIII edição do Encontro Intercontinental sobre a Natureza (O2017), realização do Instituto Hidroambiental Águas do Brasil (IHAB), de 6 a 8 de novembro, no Centro de Eventos do Ceará, com o tema central "Governança da Água e Segurança Hídrica para Usos Múltiplos".

Retrocesso

Às vésperas da COP-23, levantamento mostra como o Brasil está se afastando de cumprir suas metas. As emissões nacionais de gases de efeito estufa subiram 8,9% em 2016 em relação ao ano anterior. A liberação de poluentes para a atmosfera está 70% acima das estimativas para 2020. O País se torna a única grande economia do mundo a aumentar a poluição sem crescimento do PIB.

"Não adianta consumir um produto que se diz ecológico se não se sabe todo o ciclo de vida dele"

Carlos Minc

Deputado Estadual (RJ) Ex-ministro do Meio Ambiente

Bom

Reconhecimento

A C&A foi vencedora do prêmio Ethical Corporation Responsible Business Awards, na categoria Inovação Sustentável do Ano, pelo lançamento global, da sua primeira coleção circular de camisetas com certificação em nível Gold da Cradle to Cradle, neste ano. O pioneirismo da empresa foi reconhecido pelos jurados que consideraram o case "uma inspiração para toda a indústria de moda".

Bom

Avanço

O titular da Secretaria do Meio Ambiente (Sema), Artur Bruno, assinou, no dia 25 passado, o Pacto para a Produção Sustentável, juntamente com o presidente do Sindicerâmica, Marcelo Tavares; superintendente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Marcos Cals; e o superintendente do Instituto de Desenvolvimento Agrário (Idace), Cirilo Pimenta.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.