Coluna

Gestão Ambiental: entre a cruz e a espada

maristela

Gestão Ambiental

MARISTELA CRISPIM

01:00 · 15.11.2017

A 23ª Conferência do Clima da ONU (COP 23) termina na sexta-feira (17), em Bonn (Alemanha), com a missão de rascunhar o livro de regras do Acordo do Clima de Paris. É o primeiro teste real da capacidade dos 196 países-membros da Convenção do Clima de manter viva a lógica que permitiu o tratado de 2015. Essa reunião precisa detalhar as regras para que se cumpram e possam ser monitoradas as metas voluntárias acordadas na capital francesa. O temor é que a questão financeira atrapalhe. Ao mesmo tempo, o Planeta tem enfrentado um número crescente de eventos climáticos extremos. Neste ano, pela primeira vez, dois furacões de categoria 4 (Harvey e Irma) tocaram o continente americano enquanto secas e calor intenso alimentaram incêndios florestais em diversos países. Bonn deveria ficar marcada pela urgência, mas tudo indica que não há clima para isso.

Semiárido na COP

O pesquisador Alexandre Gros, do Centro de Estudos em Sustentabilidade (GVces) da Fundação Getúlio Vargas (FGV), compartilhou o resultado da análise de custo benefício (ACB) de medidas de adaptação na bacia hidrográfica do Piancó - Piranhas - Açu (PB / RN), desenvolvido para a Agência Nacional de Águas (ANA) em evento sobre segurança hídrica e adaptação à mudança do clima, na COP23.

Image-0-Artigo-2324564-1
Segundo o Ibama, o tráfico de espécies silvestres é o terceiro maior do mundo, atrás apenas das drogas e armas. As aves correspondem a 80% das apreensões do Instituto. Nesse grupo, os papagaios estão entre as espécies mais vulneráveis, muito procurados como animais de estimação. Evitar a retirada da natureza é o principal foco do Programa Papagaios do Brasil, lançado na semana passada, durante o 1º Simpósio Internacional de Conservação Integrada, no Parque das Aves, em Foz do Iguaçu (PR). A SC Johnson recebeu o prêmio Global Conservation Hero (Herói da Conservação Global). A Conservação Internacional (CI) o concede a organizações e indivíduos notáveis, cujo compromisso ambiental e ações causaram impacto transformador do Planeta e do seu povo.

Transição

Uma transição global para a eletricidade 100% renovável não é uma visão de longo prazo, mas uma realidade tangível, segundo estudo da Universidade de Tecnologia Lappeenranta (LUT) e do Grupo Energy Watch (EWG), lançado durante o evento Global Renewable Energy Solutions Showcase event (Gress), na Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas - a COP 23, em Bonn (Alemanha).

"A possibilidade de gerar energia elétrica com biomassa poderá trazer novamente o País para uma posição de destaque"

Suzana Kahn

Profa. Do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia (Coppe) / Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e pres. Do Comitê Científico do Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas

Bom

Caranguejos

A Rede de Monitoramento de Andadas Reprodutivas de Caranguejos (Remar) está lançando o aplicativo para smartphone Remar Cidadão, com a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) e da Edinburgh Napier University, com apoio do ICMBio, para coletar informações sobre caranguejos no período reprodutivo (andada).

Mau

Temperatura

Relatório da Organização Meteorológica Mundial (OMM) aponta que 2017 poderá ser o ano mais quente já registrado, sem a interferência do El Niño. Entre janeiro e setembro, a temperatura média do Planeta foi de 1,1ºC acima do período pré-industrial, menor apenas que 2016, que foi influenciado por um poderoso El Niño.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.