Coluna

Gestão Ambiental: Brasil na contramão

maristela

Gestão Ambiental

MARISTELA CRISPIM

01:00 · 21.02.2018

O Brasil está em vias de perder milhões de dólares em investimentos na conservação de florestas em função da governança equivocada da Comissão Nacional para REDD+, a Conaredd. Um prejuízo imediato é a ausência do País no primeiro edital do Green Climate Fund, da ONU, para captação de US$ 150 milhões em REDD+. O valor é quase quatro vezes a verba que o País destinará em 2018 para financiamento, implantação e monitoramento de áreas protegidas, segundo cálculos da Associação Contas Abertas e WWF Brasil. Outra oportunidade ameaçada diz respeito ao esquema de compensação e redução de emissões da Organização da Aviação Civil Internacional (Icao), que irá investir até US$ 12 bi em títulos de carbono, boa parte deles em REDD+, que significa Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação Florestal. É um mecanismo de captação de recursos reconhecido pela ONU.

Image-0-Artigo-2365074-1
Em consonância com o Programa de Valorização das Espécies Vegetais Nativas, Lei Estadual 16.002/2016, assinada pelo governador Camilo Santana, foram publicadas no Diário Oficial do Estado as instruções normativas 01/2018 e 02/2018. A primeira orienta os gestores de viveiros públicos sobre a não produção de espécies exóticas invasoras e a seguinte, lista espécies nativas recomendadas para ações de florestamento e reflorestamento no Ceará. O objetivo é estimular o uso de espécies nativas em projetos de plantios de árvores.

Atitude I

Levantamento da Agência de Soluções Ambientais (Asas) revela que, em 2017, o Shopping Parangaba evitou que mais de 166 ton de lixo fossem enviadas para aterros sanitários. Quase 150 ton de CO2 deixaram de ir para a atmosfera; 153.921Kg de papel e papelão foram destinados à reciclagem, evitando o corte de 3.000 árvores.

Atitude II

A MRV Engenharia chegou à marca de 1 milhão de árvores plantadas, após oito anos do início da iniciativa. Essa quantidade de mudas representa cerca de 550.000 mil toneladas de CO2 removidos da atmosfera. A quantidade equivale a mesma emissão de CO2 por um carro ao rodar 529.679.622 quilômetros.

"Podes cortar todas as flores mas não podes impedir a primavera de aparecer"

Pablo Neruda
Poeta

Bom

Reciclatesc

Promover a inclusão digital e capacitar jovens da periferia de São Carlos (SP) para o mercado de trabalho por meio da reciclagem de lixo eletrônico é o objetivo do projeto Reciclatesc, iniciativa do Nosso Lar, entidade sem fins lucrativos. O Reciclatesc existe desde 2009 com curso básico de informática. Neste ano, em parceria com a Fundação Banco do Brasil e investimento de R$ 61 mil, a capacitação vai ensinar a recuperar computadores.

Mau

Amazônia

A Amazônia agoniza: o aquecimento global induz estiagens mais fortes e frequentes na Amazônia, como a de 2015, que matam árvores e as fazem perder mais folhas; clareiras abertas deixam entrar mais luz, o que resseca material vegetal sobre o solo; com farto combustível presente, incêndios florestais se tornam mais comuns, que por sua vez matam mais árvores e tornam a mata ainda mais inflamável.

As ilhas de Mallorca e Ibiza, no Mar Mediterrâneo, terão um charme adicional até a metade do século: elas deverão fazer uso de fontes de energia 100% renováveis até 2050. A mudança faz parte da nova lei climática apresentada pelo governo regional das Ilhas Baleares.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.