Coluna

Gestão Ambiental: Ainda é possível...

maristela

Gestão Ambiental

MARISTELA CRISPIM

01:00 · 08.11.2017

O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) publicou seu relatório anual sobre o tamanho da dívida climática da humanidade. A boa notícia é que, aplicando tecnologias já existentes, o mundo conseguiria chegar a 2030 com folga na meta de estabilizar o aquecimento global em menos de 2ºC, como recomenda o Acordo de Paris. A má notícia é que um plano global para aplicar essas tecnologias em larga escala precisa começar a ser executado em dois anos - e até agora não há sinal de que isso esteja no horizonte. O "Emissions Gap Report" mede o tamanho do buraco entre a ambição das metas climáticas dos países e a trajetória de emissões necessária para evitar que a temperatura da Terra atinja níveis catastróficos neste século. Há oito anos é publicado às vésperas da Conferências do Clima da ONU (COP23), que está sendo realizada em Bonn.

Image-0-Artigo-2320101-1
Registrando a identidade e a beleza do Parque Estadual do Jalapão, no Estado do Tocantins, por meio de mais de 300 fotos sequenciais jamais publicadas, o fotógrafo mineiro Lester Scalon, especializado em natureza, acaba de lançar o livro "Jalapão", com o artista plástico e pesquisador da flora e fauna brasileiras Tomas Sigrist, responsável pelos textos que contam a história do local, além de 600 ilustrações da fauna e do CD, no formato MP3, com uma seleção de cantos de 100 aves da região. O livro "A Espiral da Morte - Como a humanidade alterou a máquina do clima", do jornalista Claudio Angelo, que conta a história do aquecimento global a partir das transformações críticas sofridas pelo Ártico e pela Antártida, venceu o Prêmio Jabuti na categoria Ciências da Natureza, Meio Ambiente e Matemática.

Desmatamento I

Nesta quarta-feira (8), a Aliança REDD+ Brasil promoverá, na COP 23, o evento paralelo Reframing REDD+ in Brazil: a long term solution to address deforestation and promote the sustainable development, Reestruturando o REDD+ no Brasil: uma solução de longo prazo para monitorar o desmatamento e promover o desenvolvimento sustentável.

Desmatamento II

A proposta é apresentar o potencial brasileiro de REDD+ (Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação Florestal, mais manejo florestal sustentável), frente às futuras oportunidades do mercado de carbono, como as geradas pelo Mercado de Desenvolvimento Sustentável do Acordo de Paris.

"O laço essencial que nos une é que todos habitamos este pequeno planeta. Todos respiramos o mesmo ar. Todos nos preocupamos com o futuro dos nossos filhos. E todos somos mortais"

John F. Kennedy
35° presidente dos Estados Unidos (1961-1963)

Bom

Conservação

Um estudo realizado pelo ICMBio prova que as unidades de conservação são valiosas, não apenas do ponto de vista ambiental, mas também econômico. Pelo turismo, cada 1 real investido no ICMBio para gestão das áreas protegidas produziu 7 reais em benefícios econômicos para o Brasil. Os dados estão na publicação "Contribuições do Turismo em Unidades de Conservação Federais para a Economia Brasileira - efeitos dos gastos dos visitantes em 2015".

Mau

Doenças

Desnutrida, menos produtiva, mais vulnerável a doenças infecciosas e catástrofes naturais. A população mundial está cada vez mais exposta a enfermidades como consequência direta e indireta das mudanças climáticas. Os danos à saúde provocados por eventos extremos foram tema de estudo publicado na revista Lancet. Segundo seus autores, as transformações ambientais ameaçam minar os progressos realizados pela Medicina nos últimos 50 anos.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.