COLUNA

Egídio Serpa: Vestas decide por Aquiraz

egidio-serpa

Egídio Serpa

egidio@diariodonordeste.com.br

01:00 · 05.09.2018

Uma fonte do Governo do Ceará informa: a Vestas - gigante dinamarquesa do setor de energia - manterá em Aquiraz a sua fábrica de aerogeradores eólicos. Há mais: a fábrica produzirá a nova máquina da Vestas, cuja potência de 4,2 MW exigirá uma torre de metal ou concreto de 120 metros de altura e pás de até 75 metros de raio. Os parques eólicos do último leilão de energia realizado no dia 31 de agosto terão geradores da Vestas, entre os quais os de 4,2 MW. Para ampliar sua fábrica de Aquiraz, os dinamarqueses investirão mais R$ 100 milhões. Os novos aerogeradores - com suas naceles, torres e pás - serão tão grandes que sua montagem será feita no local dos parques, para o que as construtoras terão de instalar plataformas e logística de transporte especiais. O futuro chegou.

Aeroporto

Image-0-Artigo-2448739-1

Trabalha a Fraport para ampliar e modernizar o Aeroporto de Fortaleza, que precisa de uma melhor praça de alimentação. A que existe é feia, mal iluminada e com preços pornográficos

Vantagens

De acordo com a mesma fonte do Governo cearense, a Vestas concluiu que o Ceará tem eficiente infraestrutura de portos e rodovias, o que permite o transporte de seus aerogeradores eólicos para qualquer estado do País. Há outra vantagem: a qualidade da mão de obra cearense.

Segurança

Um Grupo de Trabalho, do qual fazem parte a Adece, a Secretaria de Segurança e líderes do setor, elabora uma cartilha para a segurança no campo. Uma ideia prevê a criação de um sistema de alarme igual ao dos bancos. Outra: patrulhas rurais.

O mau exemplo argentino

Fiquemos atentos ao que se passa na Argentina, pois o Brasil poderá enfrentar problemas parecidos ao longo deste e do próximo ano. Lá, o Banco Central - diante da inflação superior a 30% ao ano (a do Brasil está em 4,2%) - elevou a taxa básica de juros para 60% (a Selic daqui está em 6,25%). A dívida pública argentina é de 70% do PIB (a daqui está em 77% e subindo). O dólar passou dos 42 pesos (aqui, o dólar vale R$ 4,15). A Argentina pediu socorro ao FMI que emprestou US$ 50 bi (aqui há US$ 370 bi de reservas). Seremos a Argentina em 2019 se não houver ajuste.

Esperando

Image-1-Artigo-2448739-1

Opinião de um empresário da construção civil: hoje, por causa da crise, só as grandes e capitalizadas construtoras estão investindo em novos empreendimentos. As de pequeno porte enfrentam a retração dos investidores e a cautela dos assalariados. "Parece que todos esperam a eleição presidencial", diz ele.

Bom

Turismo (1)

Manoel Cardoso Linhares, que preside a ABIH nacional, voltou de Santos (SP) e Tiradentes (MG), onde o turismo do Ceará foi apresentado às agências de viagem locais. "Sucesso", ele diz.

Ruim

Turismo (2)

Há problemas com o saneamento básico de Jericoacoara, a nova meca do turismo brasileiro. A Arce, preocupada, chamou a SRH, Cagece, Sema e Cogerh para uma ação conjunta. Para evitar o pior.

Livre Mercado

Às 13h03 de segunda-feira passada, 52,4% da energia consumida na região Nordeste estavam sendo gerados pela força dos ventos que movimentava os parques eólicos nordestinos. De acordo com o ONS - Operador Nacional do Sistema Elétrico, 27,9% vinham das usinas termelétricas, incluindo as do Pecém. A fonte hidráulica - com Sobradinho no meio - geravam só 14,1%. Isto quer dizer que a Chesf está priorizando o abastecimento das populações das cidades e a produção de alimentos.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.