Coluna

Egídio Serpa: sonhos para o Ceará 2050

egidio-serpa

Egídio Serpa

egidio@diariodonordeste.com.br

01:00 · 15.05.2018

Evento midiático que terá repercussão ao longo da campanha eleitoral, a gigantesca reunião que se realizará hoje e amanhã, no Centro de Eventos, para mais um debate a respeito do Plano Ceará 2050, será a chance de apurar o que até agora já fez a equipe que o elabora. Esta coluna teve no dia 27 de fevereiro o primeiro contato com esse time - e recolheu a impressão de que havia pouco conhecimento a respeito da agropecuária. Mas uma fonte do Governo assegura: já houve grandes avanços que as “oficinas de reflexão colaborativa” revelarão ao longo do dia de amanhã. Às 13h30 de quarta-feira, está prevista uma sessão que tratará dos “ventos do futuro: sonhos para o Ceará 2050”. Aqui vale parafrasear o poeta: “Sonhar é preciso, viver não é preciso”. Sonhemos! 

Todos juntos

Um dos mais destacados integrantes do time que elabora o Ceará 2050, o professor Barros Neto (foto) da UFC, diz: o êxito do plano dependerá do apoio e participação da sociedade.

M. Dias Branco

Do balanço do primeiro trimestre deste ano do Grupo M. Dias Branco, há dois destaques: a Receita Líquida de R$ 1,217 bilhão - 0,9% a mais do que a do 1T de 2017, e a manutenção da liderança do mercado nacional de massas, com 33,1% de share, e de biscoitos, com 32,2%.

Uber

Hoje na Câmara Municipal de Fortaleza os vereadores decidem sobre o futuro do Uber, a novidade mundial no transporte. Aqui, propõe-se que o Uber use automóveis com até 5 anos de uso. Que tal menos? Também pode sair taxa de 2% para a PMF. 

Lei para o Alimento Seguro

Deverá ser votada hoje a proposta da chamada Lei do Alimento Seguro. É a adequação da legislação brasileira às tecnologias que o mundo utiliza na agricultura. Adequar ou modernizar legislação não significa facilitar o registro de defensivos agrícolas, e sim incluir critério objetivo na avaliação, respeitando metodologias científicas que deem competitividade à agricultura brasileira, como opina o Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para a Defesa Vegetal. Outro aspecto é o tempo para registro de defensivos - nos EUA é de 1 a 3 anos; aqui, até 8 anos.

Petrobras

Pedro Parente, presidente da Petrobras, desenvolve na empresa uma gestão técnica, sem qualquer interferência de políticos. A Petrobras recuperou crédito e respeito, retomando sua posição de líder da Bolsa. Problema: Parente pode trocar a estatal pelo cargo de CEO da BRF em crise.

Bom

Agricultura

Na Índia, a atividade agrícola ocupa 60% do território nacional. Nos Estados Unidos, quase 19%. No Brasil, segundo a Nasa, só 7,6% do território são utilizados para atividades agropecuárias.

Ruim

Sem debate

Passa o tempo, a eleição está a aproximar-se rapidamente e até agora não começou o debate dos presidenciáveis sobre o que fazer para enfrentar e superar a crise das contas públicas. 

Livre Mercado

Amanhã, será instalado às 16 horas no Centro de Eventos do Ceará o 6º Congresso Nacional de Hotelaria (Conotel), que reunirá em Fortaleza - até sexta-feira - 4 mil profissionais da área. O Conotel realiza-se no momento em que a indústria de hoteleira enfrenta a concorrência dos aplicativos, como o Airbnb, quem, sem possuir um único quarto, aluga casas e apartamentos em qualquer país do mundo. Aqui no Ceará, os hoteleiros querem ver o diabo, menos o aplicativo Airbnb, que, aliás, é invisível.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.